cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

MP bloqueia 200 milhões em três anos de desdobramentos da Sevandija

Promotor Leonardo Romanelli dá detalhes da atuação do Ministério no maior esquema de corrupção da história de Ribeirão Preto

A Operação Sevandija, que revelou o maior esquema de corrupção da história de Ribeirão Preto, completou três anos no último final de semana. A atividade do Ministério Público e da Polícia Federal já rendeu a prisão da ex-prefeita, Darcy Vera, além de ter bloqueado cerca de R$ 200 milhões em bens de agentes suspeitos de participarem dos esquemas - o rombo nos cofres municipais estão avaliados em R$ 250 milhões.

Para falar sobre o assunto, o Promotor de Justiça do GAECO (Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), Leonardo Romanelli, concedeu entrevista ao Giro CBN, na tarde desta segunda-feira (2).

O Promotor explicou sobre os quatro braços da Operação: a contratação irregular de funcionários por parte da CODERP (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto), contratos fraudulentos do DAERP (Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto), honorários advocatícios pagos diante de uma ação vencida por servidores da Prefeitura e o esquema em licitações sobre as catracas escolares.

Ao todo, 48 pessoas estão envolvidas no caso e os crimes estão ligados à corrupção, lavagem de dinheiro e fraudes em licitações.