José Carlos Serrão é anunciado como novo técnico do Sertãozinho

Ruy Scaprino foi demitido após derrota por goleada para o Guarani

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Luís Augusto

 

 

 

O técnico José Carlos Serrão (foto: F.L.Piton / A Cidade - 28.jul.2009)
 

 

 

 

A derrota em casa por goleada, 4 a 2, para o Guarani, no último sábado (10), e o desempenho abaixo do esperado na Série A2 do Paulista levaram a diretoria do Sertãozinho a promover alteração no comando técnico da equipe. Sai Ruy Scarpino e entra José Carlos Serrão, de 67 anos, para dirigir o Touro dos Canaviais pela sexta vez na carreira, sendo a quinta passagem consecutiva desde 2014.  

"Tínhamos que dar uma mexida e no futebol é assim mesmo, então vamos ver se agora levanta o astral de novo", admitiu o diretor de futebol do Touro dos Canaviais, Eduardo Bernardino Mucci, o Duda.  

Serrão se despediu do Mogi Mirim, clube que estava treinando na Série A3 do Paulista e deixou no último lugar, com 1 ponto em oito rodadas (veja mais ao lado), e já se apresentou no Estádio Frederico Dalmaso, ontem. Ele se reuniu com o elenco e já comandou o primeiro treinamento.  

"É com muita alegria que retorno ao Sertãozinho. Gosto muito do clube, tenho um carinho muito grande pela torcida e quero ter o sucesso que já tive, já começando imediatamente os trabalhos", disse o treinador.  

A reestreia de José Carlos Serrão no comando do Sertãozinho acontece amanhã, às 20h, no duelo contra o Água Santa, no Fredericão. Junto com Serrão, também chega ao Touro dos Canaviais o preparador físico José Carlos Barbosa, o Zeca.

História vencedora  

Pelo Touro dos Canaviais, Serrão já conquistou dois acessos, sendo à Série A1 do Paulista, em 2009, e também à Série A2 de 2017. Neste último feito, o time grená ainda comemorou o título de campeão da Série A3 do Paulista, em 2016. 

Serrão fez só 2 jogos no Mogi 

Antes do acerto com o Sertãozinho, José Carlos Serrão teve uma passagem relâmpago pelo Mogi Mirim, na Série A3 do Paulista. O treinador foi confirmado no Sapão no início da semana passada, em substituição a Álvaro Gaia, que até então havia levado o time à conquista de apenas 1 ponto em seis rodadas.  

Serrão dirigiu o Mogi somente em duas rodadas e o time não pontuou. A estreia foi contra o Taboão da Serra e houve derrota por 1 a 0. No último sábado (10), o Mogi Mirim recebeu o São Carlos e foi derrotado, novamente por 1 a 0.
A partir de agora, o técnico confia em outro cenário. "Chego pensando em vitórias e com a estrutura que o clube oferece temos totais condições de subir. Mas, primeiro temos que fazer bons jogos, ganhar e classificar", disse o experiente treinador.


0 Comentário(s)