Política


| Da Redação CBN Ribeirão

Câmara de Barretos pede para Justiça investigar depósitos do prefeito para ex-mulher dele

Transações foram feitas em menos de uma semana, segundo informações de processo cível publicadas em relatório da CPI dos Holerites

O relatório final da CPI sobre fraudes nos holerites de servidores municipais de Barretos pediu uma investigação à Procuradoria Geral de Justiça do Estado sobre as movimentações financeiras realizada pelo prefeito Guilherme Ávila (PSDB).  

O documento menciona depósitos fracionados quem somam R$ 198,5 mil em caixa eletrônico realizados em abril, em período inferior a uma semana. O dinheiro foi para a  
conta da ex-mulher dele.  

Procurado pela EPTV, afiliada da TV Globo, Ávila disse que todas as movimentações realizadas foram legais e que tanto a origem - empréstimos com pessoas e bancos e recursos de previdência privada - quanto a destinação foram comprovadas e declaradas junto às autoridades.  

Ele também ressaltou que a publicidade das informações no relatório final da CPI foi indevida, já que os dados foram retirados de uma ação que corre sob sigilo, e que não tem nada a esconder das autoridades.  

À Procuradoria-Geral de Justiça do Estado, a CPI pediu providências cabíveis e o afastamento do prefeito, caso seja necessário.
 

Guilherme Ávila, Prefeito de Barretos