Política


| ACidadeON/Ribeirao

Prefeito planeja programa de baixo custo para castração de animais

Após a publicação deste decreto no Diário Oficial, terá início a fase de busca de empresas e entidades não governamentais para parcerias em Ribeirão Preto

Já funcionou: Castramóvel está parado na Cbea desde o início de 2017 (foto: F.L.Piton / A Cidade - 15.mar.2016)
 
Esta reportagem tem a garantia de apuração ACidade ON.  
Diga não às fake news!

O prefeito Duarte Nogueira (PSDB) deve assinar nos próximos dias um decreto regulamentando um programa de baixo custo para a castração de cães e gato. Após a publicação deste decreto no Diário Oficial, terá início a fase de busca de empresas e entidades não governamentais para parcerias.  

O programa vem embasado pela Lei Municipal 11.755, de 2008, que instituiu o Programa de Controle de Animais Domésticos em Ribeirão Preto.  

De acordo com informações levantadas pelo A Cidade, o programa vai oferecer duas formas de castração. A primeira será a custo bem reduzido - a pessoa vai pagar apenas R$ 50 e o Executivo vai bancar os insumos e a clínica. Na segunda, o custo vai ser zero, mas a família terá que comprovar que está abaixo da linha da pobreza.  

Essa castração a custo zero será autorizada após levantamento da Secretaria de Assistência Social. Mais detalhes do Programa de Castração serão divulgados em breve pelo Executivo.  

Problema crônico  

A intenção do Executivo é solucionar um problema estrutural, já que hoje a Cbea (Coordenadoria do Bem-Estar Animal) conta com apenas um veterinário. No mês passado, por exemplo, esse veterinário tirou férias e, por isso, nenhuma castração foi realizada.  

Ontem, uma diligência da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) constatou, por exemplo, que o veículo Castramóvel está estacionado no pátio da Cbea sem uso, já que a prefeitura não tem profissionais para colocar o carro em circulação. A Câmara ainda investiga as eutanásias realizadas na Cbea em 2017 e 2018.  

De acordo com levantamento da mesma CPI, Ribeirão Preto tem hoje mais de 100 mil animais vivendo em situação de rua. O controle dessa população só é possível com a castração. 

Coordenadoria lotada  

Ontem, A Cidade esteve na Coordenadoria do Bem-Estar Animal, acompanhando a CPI da Câmara que investiga o local. A Cbea está com lotação máxima - 120 cães e gatos - e ficou constatado que o espaço não tem a estrutura correta para receber animais de rua ou acidentados.  

De acordo com o veterinário Gustavo Cunha Silva, não é possível fazer exames em cães e gatos, já que a Secretaria do Meio Ambiente não tem convênio com clínicas e também não possui equipamentos para isso. 

Quatro mil castrações  

A Prefeitura de Ribeirão Preto já chegou a castrar aproximadamente 4 mil animais entre outubro de 2015 e agosto de 2016. O período coincide com a integração do Castramóvel aos serviços oferecidos pelo Executivo.  

Ocorre que, a partir de setembro de 2016, quando o governo Dárcy Vera (sem partido) caiu com a Operação Sevandija, o programa foi suspenso. Atualmente, as castrações, que são pontuais, são feitas pelo único médico veterinário que o Bem-Estar Animal tem.   

CPI constata bagunça no Bem Estar Animal 

Diligência surpresa ontem  

Os vereadores da CPI que investiga a Cbea (Coordenadoria do Bem-Estar Animal) realizaram ontem uma vistoria surpresa. O principal motivo para a apuração é a denúnica de eutanásias realizadas em animais que tinham condições de tratamento.   

Para o vereador Marcos Papa (Rede), presidente da CPI, a diligência deixou clara a "bagunça" que é a Cbea. "Isso ficou claro porque os números de eutanásias realizadas não batem", disse Papa. Em ofício, a Cbea informou que realizou 124 eutanásias em 2017. Ontem, na diligência, o número passado foi de 147. E para o jornal A Cidade foi informado 187.

Coordenadora convocada  

O próximo passo da CPI será ouvir a coordenadora do Cbea, Carolina Vilela. A convocação foi aprovada ontem e ela deve ir à Câmara na próxima terça-feir (17). Além de Papa, estiveram na diligência os vereadores Jean Corauci (PDT), Adauto Marmita (PR) e Dadinho (PTB).

SAIBA MAIS: 90% dos animais sacrificados foram mortos no primeiro dia

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários

Veja também