cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Mulher suspeita de matar o filho por homofobia vai a juri popular no dia 27 de novembro

Tatiana Lozano e outros dois jovens estão presos pelo assassinato de Itaberli Rosa, de 17 anos; crime aconteceu em dezembro

A mulher suspeita de planejar o assassinato do próprio filho por homofobia, em Cravinhos, em janeiro de 2017, irá a júri popular no dia 27 de novembro. Tatiana Ferreira Lozano Pereira teria dado uma facada na garganta Itaberli Lozano, à época com 17 anos, e queimado o corpo do jovem. Outras duas pessoas suspeitas de participar do crime também serão julgadas no mesmo dia. 

Os acusados respondem por homicídio triplamente qualificado e podem ser sentenciados a até 30 anos de prisão. O júri será realizado no Fórum de Ribeirão Preto.  

De acordo com a defesa dos outros dois réus, a dupla queria 'dar um corretivo' em Itaberly, já os advogados de Tatiana negam que a mulher tenha mandado matar o filho. 

Tatiana Lozana é acusada de planejar e matar o próprio filho, em janeiro de 2017