cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Família de mulher arrastada e morta em Ribeirão denuncia calote em indenizações

Condenado pelo crime, Pablo Russel Rocha foi preso após ser encontrado em Taubaté

A família de Selma Heloisa, garota de programa arrastada até a morte por Pablo Russel Rocha em 1999, em Ribierão Preto, reclama que levou calote nas indenizações que deveria receber do empresário.  

Foram quatro acordos com Russel Rocha, mas ele teria quitado algumas parcelas e depois abandonou a família e não fez mais os pagamentos.  

Ele foi acusado de arrastar Selma, que usava o codinome Nicole, pelo cinto de segurança do carro por três quilômetros pelas ruas da Zona Sul de Ribeirão Preto. O corpo dela foi deixado na Avenida Adelmo Perdizza.  

O empresário foi preso nesta semana em Taubaté, mas está em Tremembé, 

Pablo Russel Rocha estava foragido desde dezembro de 2018