cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Laudo aponta que menina foi assassinada com 60 facadas pelo padrasto em Ribeirão

Ayshila Vitória, de 10 anos, ainda foi abusada antes de ser morta; suspeito deve responder por homicídio doloso e por estupro

O Ministério Público vai denunciar por homicídio doloso qualificado e por estupro de vulnerável o ex-padrasto da menina Ayshila Vitória dos Santos da Costa, de 10 anos, encontrada morta há duas semanas, em Ribeirão Preto.

De acordo com o laudo necroscópico aponta que ela foi atingida por 60 facadas. Segundo o documento, dos diferentes golpes pelo corpo, as lesões no pescoço foram as mais letais.

O principal suspeito do crime é Reginaldo Gomes Gertrudes, de 37 anos. Após o crime, ele foi encontrado ferido por suspeita de tentativa de suicídio.

O homem está internado na Santa Casa de Ribeirão Preto sob escolta policial, sem previsão de alta. Assim que for liberado, ele deve ser preso, mas por um mandado de prisão relacionado a outro processo.