cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Polícia prende mulheres suspeitas de participar da morte de frentista em Ribeirão

Uma delas trabalhava no mesmo posto onde ocorreu o assalto e a outra é mulher do suposto atirador; três pessoas estão foragidas

Duas mulheres que estariam envolvidas na morte de um frentista durante o roubo de um malote em um posto de combustíveis de Ribeirão Preto foram presas nesta terça-feira (23).  

Segundo a Polícia Civil, uma delas é colega de trabalho da vítima e a outra é mulher do suposto atirador. O suspeito e mais duas pessoas já foram identificados, tiveram a prisão decretada, mas seguem foragidos.  

O caso  


O frentista Vail Julião, de 60 anos, foi baleado e morto durante um assalto, enquanto trabalhava em um posto na Avenida Capitão Salomão. O crime foi no último sábado (20).  

De acordo com a polícia, ele e o gerente foram rendidos por um homem armado, que exigia o malote. Os dois reagiram, entraram em luta corporal com o ladrão e foram baleados. Julião morreu no local e o chefe foi ferido de raspão.  

O corpo do frentista foi enterrado no domingo (21), em Itirapina. 

Frentista de 61 anos morreu em roubo de malote em posto de combustíveis