cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Justiça condena integrantes de facção criminosa a mais de 100 anos de prisão

Condenações dos cinco réus variam de 6 a 57 anos; operação foi deflagrada há três anos e apreendeu dinheiro, veículos e imóveis

A Justiça condenou cinco pessoas da região por participarem de uma facção criminosa, o Primeiro Comando da Capital (PCC). As condenações, que variam de 6 a 57 anos foram fruto de uma operação, chamada de Allium Cepa (cebola, em português), deflagrada em Ribeirão Preto, Taquaritinga e Pitangueiras, em 2016. Na ocasião, os agentes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) apreenderam R$ 50 mil em dinheiro - imóveis e veículos, conquistados por meio da prática ilícita, foram bloqueados.  

De acordo com informações da promotoria, os líderes da facção na região, cobravam uma espécie de mensalidade dos integrantes da organização. Essa prática ajudava a fomentar o tráfico, além induzir os 'associados' a cometerem furtos e roubos para conseguirem pagar as dívidas. 

Ação da promotoria

Para o promotor do Gaeco, Leonardo Romanelli as penas aplicadas para os cinco condenados foram positivas, mas, como parte dos causados foi absolvida por alguns crimes como tráfico de drogas e associação para o tráfico, o Ministério Público recorreu para que eles sejam condenados por todos os delitos praticados.