cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Suposto líder de exploração de travestis foi investigado por morte transexual em 2014

Alexandre Ferreira da Costa, foi absolvido do crime em outubro de 2018, mas está preso pela morte de um motociclista

Um dos envolvidos no escândalo de exploração sexual de travestis desmascarado pela Polícia Federal em Ribeirão Preto, já foi investigado pela morte de uma transexual, em 2014. Na ocasião, ele, e um outro suspeito, teriam esfaqueado uma pessoa de 40 anos. Em 2017, porém, Alexandre Ferreira da Costa foi absolvido das acusações. 

O eletricista de 44 anos está preso desde o ano passado após se envolver em um acidente de trânsito que ocasionou a morte do editor e jogador de futebol americano, Danilo Braga Eroico. Na ocasião, Costa ignorou o sinal vermelho em um dos cruzamentos da Avenida Francisco Junqueira e seu carro foi atingido pela vítima, que morreu na hora. 

Por não ter respeitado o sinal luminoso de 'pare', cena que foi registrada por câmeras de monitoramento, Costa foi condenado a 20 anos de prisão em dezembro do ano passado.