cotidiano


| ACidadeON/Araraquara

Araraquara lança programa para beneficiar pessoas trans

Em parceria com Defensoria Pública do Estado, programa visa retificação de nomes de travestis, transexuais e transgêneros

Divulgação
 

 

A Prefeitura lança neste sábado (27), em parceria com a Defensoria Pública do Estado de São Paulo, o programa “Retifique-se”, que visa iniciar o processo de retificação de nomes civis das pessoas trans em Araraquara.

O programa será lançado às 16h, na Praça Major Abel Fortes do Parque Infantil, que também sediará uma feira de artesanato com tema especial sobre a visibilidade trans.

O lançamento visa também o início do cadastramento de indivíduos TTT (travestis, transexuais e transgêneros) do município.

De acordo com Filipe Brunelli, assessora de Políticas LGBT (ligada à Coordenadoria Executiva de Direitos Humanos da Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular), mais que um acessório, o nome é de extrema relevância na vida social, por ser parte intrínseca da personalidade do indivíduo.

“Como não há no Brasil uma legislação que regulamente e determine a alteração imediata do registro civil, resta ao trans pleitear judicialmente a mudança”, afirma a assessora.

No Brasil, a Lei 6.015/73 (de registros públicos) estabelece, em seu artigo 55, parágrafo único, a possibilidade de o prenome ser modificado quando expuser seu titular ao ridículo. “Essa exposição ocorre atualmente com os indivíduos TTT e, por isso a Prefeitura, por meio da Assessoria de Políticas LGBT, buscou a parceria com a Defensoria Pública para, de fato, garantir o direito dessas pessoas”, ressalta Brunelli.

Mapeamento
Ainda segundo Filipe Brunelli, o lançamento do programa “Retifique-se” também visa cadastrar o maior número de indivíduos TTT de Araraquara para encaminhar, na atual administração, pelo menos 80% deles à Defensoria e providenciar a retificação do nome civil.

“Através deste mapeamento, saberemos a quantidade de TTTs residindo no município e qual a situação deles atualmente”, enfatiza.

O mapeamento, cadastramento e encaminhamento ficarão sob responsabilidade da Assessoria enquanto caberá à Defensoria Pública a questão jurídica.

Dia nacional
Vale ressaltar que para marcar o dia 29 de janeiro - Dia Nacional da Visibilidade Trans -, a Assessoria de Políticas LGBT realizará outras atividades em Araraquara esta semana.

Na sexta-feira (26), na Praça Pedro de Toledo, às 21h, será exibido gratuitamente ao público o filme “Transamérica”, que conta a história de uma transexual prestes a realizar uma cirurgia em Nova York para mudança de sexo.

No sábado (27), no Parque Infantil, além do programa “Retifique-se”, será realizada a feira temática, a partir das 14h, em parceria com a equipe do RoleFeira.

Exposição
“Serão atividades de grande importância para mostrar para a sociedade que as pessoas trans sofrem preconceitos diariamente”, reitera Filipe Brunelli.

O Dia Nacional da Visibilidade Trans (29 de janeiro) foi criado em 2004 pelo Ministério da Saúde após a campanha “Travesti e Respeito”, em reconhecimento à dignidade dessa população brasileira.
 

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários