cotidiano


| ACidadeON/Ribeirao

USP de Ribeirão busca voluntários para tratar trauma com canabidiol

Universidade quer testar uso do extrato da maconha na recuperação de pessoas que tenham histórico de abuso sexual, sequestro e assalto

Divulgação/ Pixabay
Depressão (Foto: Divulgação/ Depressão)

 

A FMRP (Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto) procura voluntários que tenham histórico de abuso físico, sexual, assalto, sequestro, acidente de trânsito ou trabalhos, para participar de uma pesquisa que avalia o efeito do canabidiol na memória de pessoas com TEPT (Transtorno do estresse pós-traumático). 

O transtorno pode ser caracterizado por um conjunto de sinais e sintomas físicos, psíquicos e emocionais. Por isso, o estudo exige que os interessados não façam uso de substâncias psicoativas, não estejam grávidas ou tenham doenças neurológicas e transtornos psiquiátricos exceto depressão e ansiedade. Os voluntários devem ter entre 18 e 60 anos.  

"É necessário que tenha passado por algum tipo de trauma que tenha sido uma ameaça à vida, pois estamos analisando se o canabidiol pode interferir na memória traumática", afirma Lívia Bolsoni, psicóloga doutoranda do Programa de Pós-Graduação de Saúde Mental.  

Para participar, os candidatos precisarão ter disponibilidade para passar por até três encontros presenciais na Unidade Campus do Hospital das Clínicas.  

Eles passarão por uma entrevista de diagnóstico e, se selecionados, passarão por um teste psicológico quando deverão contar sobre o evento traumático em uma gravação sigilosa. Em uma segunda visita, eles também receberão uma cápsula que poderá ser placebo ou canabidiol, sem que os participantes e pesquisadores saibam qual foi dada. "Depois de uma semana, o voluntário deverá voltar ao Hospital das Clínicas para uma reavaliação", conclui Lívia. 

Mais informações sobre a pesquisa e inscrições poderão ser feitas pelo e-mail trauma.cbd@gmail.com.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook