cotidiano


| ACidadeON

"Eu tinha planejado um, mas Deus me deu três", diz mãe de trigêmeas aos 42 anos

Maria de Souza deu à luz em São Carlos. Família passa por dificuldades financeiras e pede doações

Divulgação
Família após o parto na maternidade (foto: arquivo pessoal)

 

Uma dona de casa de 42 anos deu à luz trigêmeas na manhã desta quinta-feira (8) na maternidade da Santa Casa de São Carlos. Os bebês nasceram prematuros, de 34 semanas, e passam bem. Maria Ivoneide de Souza é moradora do bairro Eduardo Abdelnur e já é mãe de um menino, de quatro anos.

Ela contou que a gravidez foi planejada e, inclusive, havia sofrido um aborto poucos meses antes desta gestação. As três meninas terão o primeiro nome igual o da mãe: Maria Aparecida, Maria Lorena e Maria Cynthia – a última em homenagem a médica que realizou o parto.

“Maria porque é meu nome e porque meu marido é devoto a Nossa Senhora. Então decidimos colocar tudo Maria”, explicou a mãe sobre a escolha dos nomes.

Descoberta

Apesar de estar pensando em ter um segundo filho, antes de descobrir a gravidez, a notícia de que viriam três assustou a dona de casa, que chegou a pensar que estava doente. “No inicio eu achava que era uma doença, não acreditava em uma gravidez. Eu pedi para o meu marido passar na farmácia e comprar o teste, o resultado deu duvidoso. Eu fui no posto, pediram para fazer exames, eu fiz. Conversei com o médico e ele perguntou se tinha jeito de fazer um ultrassom. [Então], ele falou: espera, tem alguma coisa errada aqui. Na hora que ele falou isso, eu pensei, pronto, estou com câncer. Então, ele [médico] falou: pai, é gêmeos. Depois falou de novo, espera que tem uma coisa errada aqui, é trigêmeos”, explicou a mãe.

 

Divulgação
Maria de Souza no final da gestação (foto: arquivo pessoal)

 

Segundo a médica Cynthia Campos Pereira Lopes, que fez a cesárea, uma gravidez de trigêmeos é rara. “A proporção é de um para cada cem mil nascimentos. Aqui em São Carlos, acho que é o segundo caso que vejo desde que eu estou aqui”, disse.

O pai, Manoel Santana Braz Pereira, está desempregado e já começou a fazer as contas para conseguir sustentar as três novas integrantes da família. “Vai ser um pouco duro, mas a gente consegue. Com perseverança e coragem para trabalhar a gente consegue tudo o que a gente quer. Para o começo, já são quase 500 fraldas por mês; leite são 120 litros”, disse.

Maria de Souza sofreu com as críticas e o julgamento das pessoas que ficavam sabendo da gravidez, mas a fé em Deus não a abalou. “Bastante gente não sabe o que ocorreu e critica dizendo que estou me enchendo de filho. Não é assim, ninguém sabe o que Deus tem para você. Eu tinha planejado um, mas ele me deu três, quer dizer que vou ficar com um e desprezar os outros? Não posso. É complicado? É. Vai ser difícil? Vai. Mexe com o corpo e o psicológico da gente, mas seja o que Deus quiser”, desabafou a mãe.

Ajuda

Por conta das dificuldades financeiras, a família disse que toda ajuda é bem-vinda. Quem quiser colaborar de alguma forma pode entrar em contato com o pai ou levar a doação diretamente a família na Rua Vereador Lídio Migliati (antiga rua 5), número 82, no Conjunto Residencial Eduardo Abdelnur. Telefone: 997892311

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Cadastrados

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentário (obrigatório)
0 comentários