cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Chefe da Fiscalização Geral promete mais pulso firme no combate às aglomerações

Luciano José da Silva dissse que não há mais espaços para orientação e que as punições vão acontecer já no primeiro flagrante

O aumento no número de casos e a alta ocupação dos leitos de UTI para pacientes com a Covid-19 deve alterar a forma de atuação da Fiscalização Geral de Ribeirão Preto. De acordo com o chefe da divisão de posturas da pasta, as punições passarão a ser realizadas desde o primeiro flagrante.  

Até o momento as abordagens das equipes de fiscalização tinham o objetivo de orientar a população e os comerciantes sobre as regras de isolamento, mas o constante descumprimento das normas e o crescimento nos casos do novo coronavírus vai alterar a postura dos agentes.

O Promotor de Justiça Wanderley Trindade alerta sobre os eventos clandestinos que estão sendo realizados. Segundo ele, além dos organizadores serem multados estão contribuindo para a aceleração dos casos. 

De acordo com o Plano São Paulo de flexibilização os eventos só poderão voltar quando Ribeirão Preto estiver na Fase Azul, a última etapa de retomada das atividades. 

Ação da Guarda e da Fiscalização Geral impediu que uma festa junina fosse realizada na sexta-feira (26) em Ribeirão Preto (Foto: divulgação/GCM Ribeirão Preto)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook