cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

MP move ação para obrigar Barretos a seguir determinação do fechamento do comércio

Mesmo estando na fase vermelha do plano São Paulo o município mentem salões de beleza e estética abertos

O Ministério Público moveu uma nova ação civil pública para obrigar a Prefeitura de Barretos a seguir o decreto que estipula regras mais rígidas para o funcionamento do comércio na cidade.

Após ser obrigada pela Justiça a fechar os serviços considerados não essenciais, como prevê o plano São Paulo no caso de cidades que estão na fase vermelha, a cidade teria mantido o funcionamento de salões de beleza e estética e permitiu o trabalho interno em lojas para entrega de mercadorias aos clientes. 

Pelo menos até o dia 28 a cidade deve seguir nessa fase, e apenas o governo paulista é quem determina a continuidade nessa fase ou flexibiliza.

Segundo a Promotoria, moradores enviaram denúncias ao MP sobre o descumprimento de estabelecimentos comerciais, mesmo após as novas determinações da Prefeitura para funcionamento.

A administração municipal disse que aguarda a decisão judicial para se posicionar. 

Isolamento social

 Outro índice preocupante em Barretos é o número baixo de pessoas que tem respeitado a quarentena. De acordo com os dados mais recentes do Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI), na última segunda-feira (22), apenas 39% da população permaneceu em casa. É a pior taxa entre as equipes monitoradas da região. 

Comércio de Barretos

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook