cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Justiça nega habeas corpus de mulher que atropelou e matou o ex-namorado em Ituverava

Cláudia Aparecida Fernandes está presa em Guariba; o caso aconteceu no dia 28 de dezembro

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou um pedido de liminar de habeas corpus para soltar a mulher que está presa por atropelar e matar o ex-namorado em Ituverava.  

Cláudia Aparecida Fernandes do Nascimento está na Penitenciária Feminina de Guariba. O caso aconteceu no dia 28 de dezembro e ela foi indiciada, também, por embriaguez ao volante.  

Após o crime, ela gravou um vídeo dizendo que o homem era violento com ela e que já havia pedido medidas protetivas contra ele, mas mesmo assim, manteve o relacionamento.  

A defesa fez o pedido na semana passada, alegando que a prisão não tem justificativa, já que a mulher não colocaria empecilhos nas investigações e não apresentava risco para sociedade.  

Mas o desembargador Xisto Rangel considerou que a prisão não é irregular.  

Claudia e Adriano mantinham relacionamento (Imagem: reprodução / redes sociais)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook