cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Família acusa saúde de Franca de negligência em atendimento

Paciente sofreu infarto e teve que esperar 10 horas por vaga de internação; ele não resistiu e morreu

Uma família de Franca denuncia uma suposta negligência no atendimento de um homem que esperou ao menos 10 horas por uma vaga de internação após sofrer um infarto. Alexandre Martins Martinez, de 57 anos, foi levado ao Pronto-socorro municipal Doutor Álvaro Azzuz e, depois de muita espera, foi transferido para Hospital do Coração, mas não resistiu.  

De acordo com o secretário municipal da Saúde, José Conrado Netto, o problema foi na central de regulação, que é de responsabilidade do estado, mas afirmou que abriu um processo administrativo para apurar o caso.  

Em contrapartida, a Secretaria Estadual da Saúde negou que o problema tenha sido na regulação e disse que o hospital foi informado pelo próprio pronto-socorro de que o paciente não apresentava condições clínicas para ser transferido.