cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

MP diz que a Prefeitura perdeu prazo contestar pedidos de reforma em escola no Ribeirão Verde

Prédio onde funciona a escola Domingos Angerami foi interditado em setembro do ano passado por problemas estruturais

O Ministério Público pediu à Justiça que a Prefeitura de Ribeirão Preto comece a reforma na Escola Municipal Domingos Angerami, no bairro Ribeirão Verde, que está interditada desde setembro do ano passado.  

Para o MP, o prazo de contestação da Secretaria da Educação já se esgotou e, como não houve manifestação, os pedidos de restauração no sistema elétrico e estrutural da escola precisam ser atendidos. 

O promotor do Grupo de Atuação Especial de Educação (GEDUC), Naul Felca, ainda solicitou que o Executivo construa um novo prédio para abrigar os estudantes.  

Desde a interdição, os mais de 400 alunos da escola estão sendo atendidos em uma unidade desativada do SESI.  

Em nota, a Prefeitura informou que vai atender a decisão judicial integralmente e que não contestou os pedidos do Ministério Público, por entender que não há condições de alojar os estudantes no prédio do bairro Ribeirão Verde.  

A pasta da Educação disse ainda que está aguardando os trâmites legais para a construção de uma nova unidade.