cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Laudo não descarta morte de estudante por choque elétrico em escola

Lucas Costa Souza, de 13 anos, morreu em novembro de 2018 quando sofreu uma parada cardiorrespiratória e caiu de uma grade

O laudo necroscópico do estudante Lucas Costa de Souza, de 13 anos, morto dentro de uma escola em novembro de 2018, não garantiu, nem descartou, a causa da morte por choque elétrico. O garoto sofreu uma parada cardiorrespiratória após cair de uma grade de três metros de altura onde subiu para tentar pegar uma bola.

Segundo o boletim de ocorrência, o acidente aconteceu no fim do período de atividades na escola municipal Professor Eduardo Romualdo de Souza, Vila Virgínia, na tarde do dia 30 de novembro. A perícia do instituto de criminalística concluiu que havia fios elétricos em curto circuito dentro da escola, além de pontas de fios encostadas na estrutura metálica e na laje onde o estudante subiu.

A Prefeitura disse que ainda não teve recebeu o laudo do IML. Já para o Ministério Público, apesar de o documento ser inconclusivo, esclarece muitas dúvidas.