cotidiano


| Da Redação CBN Ribeirão

Especialista garante que rombo no IPM de Ribeirão irá aumentar

Instituto de Previdência dos Municipiários fechou 2018 com déficit de aproximadamente R$ 300 milhões

A dívida do IPM vive o pior momento de sua história. Sem dinheiro para o pagamento dos salários dos aposentados e pensionistas, a Prefeitura não quitou o ordenado de dezembro - prometido para ser pago nesta terça-feira. Cerca de 5500 servidores ficaram sem o dinheiro.  

O atraso causou indignação entre os beneficiários que chegaram a protestar contra o Executivo em frente a sede do IPM e na Esplanada do Palácio Rio Branco.  

A folha mensal do Instituto chega a R$ 35 milhões. 

Beneficiários chegaram a protestar contra o atraso nos salários em dezembro