Esportes


| Da Redação CBN Ribeirão

CBN Esportes Especial relembra a trajetória de Coutinho e Eurico Miranda

Ouça o programa que foi ao ar neste sábado (16), às 11h, em 90,5 FM e pelo site

O mundo dos esportes perdeu nesta semana duas de suas grandes personalidades do futebol. Um foi o principal parceiro de Pelé no Santos e com certeza está entre os maiores atacantes da história do futebol mundial, o outro teve uma postura extravagante, caricata e acumulou desafetos durante sua trajetória no Vasco da Gama. No CBN Esportes Especial deste sábado (16), relembre a carreira de Coutinho e Eurico Miranda.   

Coutinho

O fã do esporte começou essa semana com a triste notícia da morte do piracicabano Antônio Wilson Honório. Aos 75 anos, Coutinho sofreu um infarto agudo do miocárdio e não resistiu.  

Ídolo no Santos e campeão mundial com a Seleção em 1962, Coutinho foi um dos principais companheiros de ataque de Pelé. Formou, ao lado do Rei, o ataque considerado por muitos como o maior da história, que contava também com Dorval, Mengálvio e Pepe. Com a camisa do alvinegro praiano, foi campeão paulista em 1960, 1961, 1962, 1964, 1965 e 1967, venceu cinco vezes a Taça Brasil, de 1961 a 1965, depois reconhecida como Brasileiro, além das Libertadores e dos Mundiais de Clubes de 1962 e 1963. 

Eurico Miranda 

Um dos mais folclóricos cartolas do futebol brasileiro perdeu a luta contra um câncer no cérebro na última terça-feira (12), aos 74 anos. Antes da atual doença, o dirigente já havia conseguido superar um câncer na bexiga e outro no pulmão, mas desde o início do ano passado, já tinha uma saúde fragilizada.

Eurico foi presidente do Vasco em dois períodos: de 2003 a 2008, e de 2015 a 2017. Também foi vice-presidente de futebol do clube entre 1990 e 2002, tendo participado do período de maiores conquistas do clube, como o Campeonato Brasileiro de 1997, a Copa Libertadores de 1998, a Copa João Havelange de 2000 e a Copa Mercosul de 2000. 

Em sua trajetória teve polêmicas com diversos jogadores e dirigentes, mas era querido por atletas que se identificaram com o Vasco, como os atacantes Edmundo e Romário. O baixinho, após saber da morte de Eurico, postou uma mensagem em homenagem ao amigo. 

- Eurico foi um dos pouquíssimos amigos que fiz no futebol. Com certeza, sentirei falta de fumarmos um charuto juntos e dos bons papos que batíamos - disse o Senador em sua conta no Twitter. 

Ouça o primeiro e o segundo bloco do CBN Esportes Especial deste sábado comandado pelo jornalista Eliel Almeida.