Esportes


| ACidadeON/Ribeirao

Jovem com deficiência visual descobre amor pelo Botafogo

"Há quatro anos, comecei a ir ao Santa Cruz e não parei mais de me envolver mais com o Botafogo e a torcida", diz Arthur Senna

"Não sinto falta de enxergar quando vou a um jogo do Botafogo. Não posso me sentir incompleto por uma coisa que eu nunca soube muito bem como é que é ter. Me sinto satisfeito e feliz com o Botafogo", disse Arthur (Foto: Matheus Urenha / A Cidade)
Um ditado antigo diz que "o que os olhos não veem, o coração não sente", mas isso não vale para Arthur Senna Sperandio. O jovem de 18 anos, diagnosticado desde o nascimento com glaucoma congênito, foi perdendo a visão com o passar dos anos. Porém, foi enxergar um novo mundo de emoção e alegria na arquibancada do Santa Cruz.  

"Odiava futebol quando era criança porque, com a minha deficiência visual, não podia jogar. Mas, há quatro anos, comecei a ir ao Santa Cruz e não parei mais de me envolver mais com o Botafogo e a torcida", disse.  

O pai, Paulo Roberto Sperandio, acompanha o jovem em todos os jogos. "O Botafogo mudou a minha relação com o meu pai. Os jogos são um momento propício para a gente ter uma interação pai e filho e é legal ter uma causa em comum. São essas pequenas coisas da vida que valem realmente a pena, que faz você perceber que a sua vida é boa."

Resistência 

A história quase centenária do Botafogo e a revelação de craques como Sócrates são destacados por Arthur. "O Botafogo está há 100 anos lutando contra os times das capitais que cresceram muito e isso é uma prova de resistência. É um time que representa uma marca de Ribeirão Preto", declarou o jovem.  

Carinho: Arthur aproveitou encontro com elenco para fazer foto com o artilheiro da Série C (Foto: Arquivo Pessoal)

Arthur tietou elenco que subiu na série c  

Em agosto, Arthur foi convidado pela diretoria do Botafogo para conhecer os jogadores e a comissão técnica, que representaram o Botafogo na Série C.   

"Pimentinha e Caio Dantas foram os jogadores que fiz questão de fazer foto. Pimentinha é aquele jogador rápido e com capacidade de driblar dois ou três jogadores em um lance e o Caio Dantas foi o artilheiro e dispensa comentários". Presente no jogo do acesso, o jovem garante que jamais irá esquecer a emoção que sentiu na vitória nos pênaltis contra o Botafogo-PB e do gol de Caio Dantas nos acréscimos.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Veja também