Esportes


| ACidadeON/Ribeirao

Referência em gols de falta, Carlucci foi o Canhão da Vila

Natural de Bérgamo, na Itália, ex-lateral e zagueiro é apontado como um dos maiores jogadores do Pantera

"O Botafogo foi tudo para mim desde a infância", disse Carlucci, 72 anos, ex-lateral e zagueiro do Botafogo (foto: Weber Sian / A Cidade)

Alguns ex-jogadores do passado do Botafogo podem se orgulhar de terem o nome cravado na história do clube e também de terem tido a oportunidade de atuar nos dois estádios que foram utilizados pelo Tricolor: o extinto Luiz Pereira, na Vila Tibério, e o Santa Cruz.  

O ex-lateral e zagueiro Carlucci é um destes exemplos. Natural de Bérgamo, na Itália, ele é apontado como um dos maiores jogadores do Pantera. Carlucci ficou conhecido por um talento especial.  

"Me considero uns dos 10 melhores batedores de falta do Brasil. Fiz muitos gols e não fazia só de cobranças de perto ou frontal ao gol, eu fiz gols de falta de tudo quanto é jeito. Cheguei a fazer mais de 80 gols só pelo Botafogo, em uma época em que lateral não podia nem atacar e só ficava marcando os pontas", disse o ex-jogador, que ganhou, da imprensa à época, o apelido de "Canhão da Vila" por causa dos potentes chutes que dava nas cobranças de faltas. "Para mim não tinha distância", disse.

Na história  

Carlucci esteve em campo no último jogo oficial realizado no antigo Luiz Pereira, na derrota, por 3 a 0, para o Corinthians, em 2 de dezembro de 1967. Ele ainda se tornou o primeiro jogador a fazer um gol de falta no Santa Cruz, no jogo inaugural do estádio contra a Seleção da Romênia, em 21 de janeiro de 1968. O Tricolor goleou por 6 a 2 e Carlucci fez dois gols.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Veja também