Noticias


| Da Redação CBN Ribeirão

Câmara de RP apura suposta perda de R$ 35 mi do IPM em investimentos

Crise causada pelo novo coronavírus e embate petroleiro entre Rússia e Arábia Saudita fizeram mercado oscilar


A Câmara de Ribeirão Preto vai apurar uma suposta perda de R$ 35 milhões de um dos fundos de investimento do Instituo de Previdência dos Municipiários (IPM).  

Um ofício, protocolado na Prefeitura pelo vereador Igor Oliveira (MDB), solicita informações financeiras sobre os investimentos do IPM desde 2017.  

Essa suposta perda de R$ 35 mi teria sido causa por conta da crise financeira do novo coronavírus, que abalou todo o mercado financeiro.   

Além disso, simultaneamente, existe a guerra de preços do barril do petróleo entre Rússia e Arábia Saudita.  
 
O mercado oscilou em todo o mundo e pode ter respingado em Ribeirão Preto.  

Rombo  

Essa perda teria acontecido no Fundo Previdenciário, que é um fundo usado para investimentos, previstos em lei.  

Atualmente, de acordo com o balancete de fevereiro - o mais recente, esse fundo tem cerca de R$ 486 milhões.  

A Câmara quer entender uma possível decisão de aumento de 9 para 25% dos investimentos diante desse cenário de crise. Isso teria acarretado o rombo.  

Outro lado


Em nota, o IPM disse que tem 22 fundos de investimentos em quatro bancos. O órgão falou, também, que assim como todo o mercado, foi pego de surpresa com a crise causada pelo novo coronavírus, junto com o embate petroleiro entre russos e sauditas.  

O IPM afirmou que nenhum prejuízo foi registrado no funo previdenciário, pois o déficit só é concretizado no momento em que o resgate do valor investido é feito; e que não pretende fazer nenhum resgate no momento, pois as aplicações desse fundo são de longo prazo. 

Instituto de Previdência dos Municipiários de Ribeirão Preto Foto: Reprodução/EPTV

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião da CBN Ribeirão Preto. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. CBN Ribeirão Preto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook