Noticias


| Da Redação CBN Ribeirão

Vereadores concluem CPI sobre a 'farra dos holerites' em Barretos

Dossiê será entregue ao Ministério Público e ao Gaeco de São José do Rio Preto

Os vereadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura fraudes e desvios de até R$ 11 milhões em holerites na prefeitura de Barretos, concluíram as investigações nesta segunda-feira (06). O relatório com os depoimentos e provas anexadas durante a CPI deve ser entregue para o Tribunal de Contas ainda nesta semana.  

O legislativo pediu, também, que uma cópia fosse enviada para a Procuradoria Geral do Estado, responsável por investigar se houve participação do prefeito Guilherme Ávila (PSDB), e outra para o Tribunal Regional Eleitoral, que deve apurar se os envolvidos atuaram na campanha eleitoral em 2018 de dois candidatos às câmaras estadual e federal.  

De acordo com as investigações da Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (GAECO), a ex-secretária de administração Adriana Soprano e o marido dela Rafael Soprano usaram 113 servidores para fazer saques mensais que chegavam a R$ 800 mil.  

Os funcionários recebiam aumento de salários, mas parte deste valor era direcionado para o casal. Os suspeitos cumprem prisão domiciliar e vão responder por organização criminosa, peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.  

A defesa dos suspeitos informou que vai se manisfestar apenas para a Justiça. Em depoimento, o prefeito Guilherme Ávila negou a participação nos crimes.  

Guilherme Ávila, Prefeito de Barretos