Noticias


| Da Redação CBN Ribeirão

Prefeito Guilherme Ávila é ouvido na Câmara para esclarecer desvios em Barretos

A ex-secretária de administração, Adriana Nunes Soprano, é acusada de chefiar uma quadrilha que fraudava holerites

O Prefeito de Barretos Guilherme Ávila, afirmou na manhã desta quarta-feira (24) em depoimento à Câmara Municipal, que não sabia do esquema de fraudes em holerites na Secretaria de Administração da cidade.

Além da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), os desvios são apurados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e pela Polícia Civil.  

De acordo com a investigação, a ex-secretária de administração Adriana Soprano e o marido dela, Rafael Soprano, usaram 113 servidores para fazer saques mensais que chegavam a R$ 800 mil. Os funcionários recebiam aumento de salários, mas parte deste valor era direcionado para o casal.  

Os suspeitos cumprem prisão domiciliar. Eles vão responder por organização criminosa, peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.  

A defesa dos suspeitos informou que vai se manisfestar apenas para a Justiça.