Irmão de Dirceu é transferido para o presídio de Tremembé

Luiz Eduardo de Oliveira e Silva deve permanecer na prisão no Vale do Paraíba até ser transferido para Curitiba; ele saiu de Ribeirão Preto às 13h30

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Rita Magalhães

O empresário Luiz Eduardo de Oliveira e Silva irmão do ex-ministro José Dirceu, preso nesta sexta-feira (9 em Ribeirão Preto, foi transferido no início desta tarde para o Presídio de Tremembé, no Vale do Paraíba, onde deverá aguardar até que seja transferido para uma prisão em Curitiba, acatando a ordem do juiz federal Sérgio Moro.  

Luiz Eduardo foi detido por policiais federais às 6h15 da manhã, em sua casa no bairro Ribeirânia, na zona Leste de Ribeirão Preto, em razão da confirmação de sua condenação pelos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa no esquema de corrupção da Petrobrás.   

O empresário passou pelo IML (Instituto Médico Legal) para ser submetido a exame de corpo de delito, antes de ser encaminhado à cadeia. Luiz Eduardo de Oliveira chegou a ser levado até o CDP (Centro de Detenção provisória) de Ribeirão Preto, onde deveria ficar até ser levado para Curitiba. 

"Lá disseram que, como ele já tinha condenação, não poderia ficar no espaço destinado aos presos provisórios (que aguardam julgamento de seus processos)", informou o delegado Guilherme Biagi, responsável pelo cumprimento do mandado da prisão do réu.

Biagi explicou que Luiz Eduardo foi então transferido para o Presidídio de Tremembé, às 13h30 de ontem, onde deverá aguardar a definição de quem fará a remoção dele para a prisão federal no Estado do Paraná, A escolta pode ficar a cargo da Polícia Federal ou da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária).   

Motivo da prisão

Luiz Eduardo, que, em maio de 2016, havia sido condenado à pena de 8 anos e 9 meses de prisão, teve a pena aumentada pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região para 10 anos, seis meses e 23 dias, em regime inicialmente fechado, além do pagamento de 210 dias de multa, em setembro de 2017.  

"Agora, o juiz Sérgio Moro pediu a execução provisória da sentença", informou a advogada Paula Indolécio, defensora do preso.  

Pena em Ribeirão Preto

Ontem mesmo a advogada entrou com pedido de habeas corpus junto ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) para que Luiz Eduardo aguarde em liberdade até que todas as possibilidades de recursos estejam esgotadas.  

A defensora também requisitou que o réu cumpra a pena em Ribeirão Preto, onde sua família reside. Paula disse que, ao fazer o pedido para que Luiz Eduardo fique em um presídio de Ribeirão, levou em conta o fato de a família de seu cliente não ter condições financeiras de pagar as constantes viagens até Curitiba.
 

LEIA MAIS:

Moro manda que irmão de Dirceu seja transferido para Curitiba 
Irmão de José Dirceu volta a ser preso em Ribeirão Preto  
Irmão de José Dirceu é preso em Ribeirão Preto na 17ª etapa da Lava Jato

 


0 Comentário(s)