Prefeitura promete retomar PAC com investimento de R$ 310 milhões

Promessa é antiga, feita na gestão da ex-prefeita Dárcy Vera, em março de 2013

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Marcelo Fontes
Mastrangelo Reino / A Cidade
Transposição em nível na 9 de Julho com as avenidas Portugal e Antonio Diederichsen é uma das obras que consta no PAC (Foto: Mastrangelo Reino / A Cidade - 12.fev.2016)

 

A Prefeitura de Ribeirão Preto promete retomar, ainda em 2017, a execução do pacote de obras prometido através de recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do Governo Federal. A promessa é antiga, feita na gestão da ex-prefeita Dárcy Vera, em março de 2013.

De acordo com a previsão do governo Duarte Nogueira (PSDB), as obras devem começar a sair do papel em março de 2018. A proposta foi dividida em dois corredores, o Leste/Oeste e o Norte/Sul.

“Parte das obras desses corredores será licitada em 2017, com início previsto para março de 2018. Demais seguirão até 2019 e finalizados em 2020”, informou, via assessoria, Cantidio Brêtas Maganini, diretor do Departamento de Fiscalização da Secretaria Municipal de Obras Públicas.

Valor alto

O investimento total previsto pela prefeitura ultrapassa a casa dos R$ 300 milhões e deve mudar ‘a cara’ da malha viária da cidade. “O total do contrato com a CEF (Caixa Econômica Federal), incluindo projeto semafórico e contrapartida da prefeitura (R$ 31.908.984) é de R$ 310.672.173”, explicou Maganini.
Segundo o projeto original, aprovado em 2014 pelo Ministério das Cidades, tem total prioridade na execução das obras os 56 quilômetros dos corredores estruturais do transporte coletivo urbano.

Projetos

Os projetos executivos das obras do PAC ainda não ficaram prontas. “O Consórcio Mobilidade foi contratado em 2 de setembro de 2016, por R$ 4.870.107, para a execução dos projetos dos corredores, incluindo todas as obras de arte (pontes, viadutos e túneis)”, informou a prefeitura. Por conta da má gestão do governo anterior, de acordo com o Executivo, o consórcio só retomou a elaboração dos projetos agora. O prazo de conclusão é de oito meses.

Obras que constam no PAC da Mobilidade

- Implantação de 56 km de faixas exclusivas com tratamento prioritário para o transporte público
- Duplicação da avenida Antônia Mugnatto Marincek
- Implantação de sinalização ao longo dos 56 km de corredores estruturais
- Implantação de mobiliário urbano e paisagismo ao longo da extensão do corredor
- Padronização das calçadas em toda a extensão dos corredores estruturais
- Implantação de 30 km de ciclovia integrada à rede de transporte coletivo
- Implantação de Central Semafórica Inteligente com prioridade para o transporte coletivo
- Viaduto no cruzamento das avenidas Jerônimo Gonçalves e Francisco Junqueira
- Ponte na rua José Bonifácio com o córrego Retiro Saudoso
- Ponte na rua Visconde de Inhaúma com o córrego Retiro Saudoso
- Ponte na rua Barão do Amazonas com o córrego Retiro Saudoso
- Ponte na avenida Brasil com avenida Thomaz Alberto Watelly
- Ponte na avenida Brasil com avenida Mogiana
- Viaduto na avenida Antônio Diederichsen com avenida Maria de Jesus Condeixa
- Túnel no cruzamento das avenidas Antonio Diederichsen e Presidente Vargas
- Túnel no cruzamento das avenidas Presidente Vargas e Independência
- Transposição em nível na Novr de Julho com as avenidas Portugal e Antonio Diederichisen
- Passarela entre rodoviária e o CPC


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.