Vereadores querem verba para ter apoio técnico em comissões

São 15 Comissões Especiais de Estudos e 5 Comissões Parlamentares de Inquérito abertas em Ribeirão Preto

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Nevio Archibald
Marcelo Fontes
Vereadores querem poder contar com perito (Foto: Marcelo Fontes / A Cidade)

 

A Câmara de Ribeirão Preto tem 15 CEEs (Comissões Especiais de Estudos) e 5 CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito) em andamento. As investigações são as mais variadas possíveis. Mas, em alguns casos, a apuração emperra porque os vereadores não têm a possibilidade de contar com o laudo de um perito.

É exatamente isso que alguns parlamentares querem mudar. “Somos um poder. Precisamos de informações técnicas para analisar. Seria necessário, por exemplo, a contratação de uma consultoria para saber se a taxa de retorno que o PróUrbano tem com a concessão do transporte coletivo está dentro da média”, disse Marcos Papa (Rede), que é presidente da CPI dos Transportes.

O vereador Elizeu Rocha (PP) é outro que é a favor da contratação de profissionais para assessorar as comissões. “Nossa função é fiscalizar. Mas nós temos conhecimento político. Alguns pontos mais técnicos necessitam de especialistas. Com certeza, se as comissões pudessem contratar especialistas, traria um ganho enorme para as investigações”, explicou o parlamentar, que integra CPIs e CEEs na atual legislatura.

Para o vereador Orlando Pesoti (PDT), um especialista seria de grande utilidade para a CPI das Ambulância, da qual é presidente. “Precisamos fazer a análise da qualidade do combustível apresentado e tivemos que pedir favor para um técnico da USP. Se não fosse a boa vontade do profissional, a CPI ficaria sem o laudo”, garantiu Pesoti.

Mais casos

Em 2012, em uma CPI que analisou a qualidade do asfalto de Ribeirão Preto, os parlamentares realizaram uma ‘vaquinha’ para pagar um laudo. Já no ano passado, os vereadores recorreram às universidades de economia para analisar o orçamento anual enviado pela então prefeita Dárcy Vera.

COMO UMA ANÁLISE ESPECIALIZADA PODE AJUDAR

 - Qualificar o asfalto utilizado nas operações tapa-buraco;
 - Apontar as falhas que levam as ambulâncias da prefeitura sempre à manutenção;
 - Dizer se a taxa de retorno que o PróUrbano tem está correta;
 - Detalhamentos mais profundos em orçamentos enviados pelo Executivo;
  -Mostrar se obras ‘emperradas’ tiveram falhas de projeto ou superfaturamento;
 - Fazer estudo para verificar a viabilidade do fechamento de uma UBDS.

Fonte: Câmara de Ribeirão Preto

Presidente diz ser possível

O presidente da Câmara, Rodrigo Simões (PDT), afirmou que a Mesa Diretora está aberta aos vereadores para receber solicitações de contratação de especialistas e peritos. “Caso o vereador veja que é necessário, indico fazer um requerimento e encaminhar para a Mesa Diretora. Depois de análise do Tribunal de Contas e do jurídico, podemos fazer a contratação”, explicou Rodrigo Simões. (Com Marcelo Fontes)


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.