Mantilla diz que fraudou obras para fazer caixa do PSD

Delator na Operação Sevandija, ex-diretor do Daerp diz que fez desvios de dinheiro

    • ACidadeON
    • Da reportagem
Weber Sian / A Cidade - 05.ago.2015
Preso assim que a Sevandija foi deflagrada, em 1º de setembro, Luiz Mantilla (à direita) passou a colaborar com as investigações e firmou instrumento preliminar de delação premiada. Ele foi solto em 19 de setembro (Foto: Weber Sian / A Cidade - 05.ago.2015)

 

O ex-diretor do Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (Daerp), Luiz Alberto Mantilla Rodrigues Netto, confirmou em delação premiada que, atendendo a pedido do ex-superintendente da autarquia Marco Antonio dos Santos, desviou dinheiro para compor o caixa do PSD – partido de Marco Antonio e da ex-prefeita Dárcy Vera.

ASSISTA AO VÍDEO

A EPTV teve acesso ao vídeo da delação premiada de Mantilla. De acordo com o ex-diretor, obras também foram realizadas para encobrir os desvios – foram dados R$ 600 mil a Marco Antonio. Foram realizados, ao menos, quatro pagamentos, sendo dois na casa de Marco Antonio, um no Daerp e outro na Coderp.

De acordo com Polícia Federal e do Ministério Público, o dinheiro seria proveniente do contrato firmado há três anos, entre o Daerp e a Aegea Saneamentos, para substituição da rede de água. O valor inicial do acordo era de R$ 68 milhões, mas, com aditivos, chegou a R$ 86 milhões.

Mantilla foi preso no dia 1º de setembro de 2016, quando foi deflagrada a primeira fase da Operação Sevandija. Após 19 dias preso, ele acabou sendo solto depois de negociar o acordo de delação premiada.

O ACidade ON procurou o advogado Rodrigo Serafim, que representa Mantilla, mas ele não foi encontrado.

Marco Antonio está preso desde o dia 17 de março de 2017. A reportagem não conseguiu ouvir a defesa do ex-superintendente do Daerp.

LEIA TAMBÉM

Daerp frauda dados, diz Mantilla
 

Luiz Mantilla, ex-diretor do Daerp, é solto

'Milhões de reais foram desviados', confirma ex-diretor do Daerp
 

Empresário é suspeito de operar pagamentos de propina

 

 


0 Comentário(s)