Mulher acusa assédio sexual e ameaça dentro de ônibus

Acusado teria se esfregado na vítima e, quando ela reclamou, a ameaçado de morte com um punhal

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem

 

Weber Sian / A Cidade
Mulher denuncia assédio sexual e ameaças dentro de ônibus (Fotos: Weber Sian/ A Cidade)

 

A Polícia Civil registrou na tarde desta quarta-feira um caso de assédio sexual ocorrido dentro de um ônibus do transporte público de Ribeirão Preto. A vítima, uma mulher de 51 anos, disse que o agressor ‘esfregou’ o braço em seu corpo e depois, quando ela reclamou, a ameaçou de morte com um punhal.

Segundo a mulher, o caso ocorreu por volta das 17h30 num dos ônibus que faz a linha Quintino Facci-Avelino Palma, ambos bairros da zona Norte da cidade. A mulher disse que o caso aconteceu dentro do carro 310, mas, segundo o Consórcio PróUrbano, esse número de veículo não existe no transporte urbano. A Cidade ON apurou que 310 é o número da linha Quintino/Avelino.

Segundo o relato da vítima à polícia, o acusado, um homem aparentando os 58 anos, sentou ao seu lado e passou a esfregar o braço em seu corpo.

A vítima teria pedido para que o homem parasse, mas que, além de se recusar, ele teria respondido que se ela estivesse incomodada que se retirasse. A passageira conta que quando se levantou o suspeito puxou um punhal e disse: “duvida pra ver se eu não te mato agora”.

A passageira teria então corrido para o fundo do ônibus e pedido socorro a outros passageiros, que chegaram a abordar o acusado, que negou estar armado.

Outro lado
Procurado, o PróUrbano informou desconhecer a ocorrência policial, mas que verificaria com a empresa que opera na linha. Vale lembrar que os ônibus têm câmeras de segurança que podem auxiliar a Polícia Civil nas investigações.
Couto, com supervisão de Rita Magalhães)
 


0 Comentário(s)