Adolescentes usam arma de brinquedo para assaltar casal de idosos

Vítimas foram rendidas quando estacionavam na frente da casa da filha; genro ouviu pedido de socorro e conseguir deter um dos acusados

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem


Menor foi levado à Polícia Civil de Ribeirão Preto (foto: Weber Sian / A Cidade)

 
Utilizando uma arma de brinquedo, quatro adolescentes assaltaram um casal de idosos que chegava na casa da filha por volta das 16h deste domingo (15), na Vila Tibério, zona Oeste de Ribeirão Preto.  Objetivo era roubar o veículo, mas o alarme frustrou o crime. Os infratores fugiram com o celular da mulher.

Segundo boletim de ocorrência, o casal estacionou o carro próximo à residência da filha quando os infratores  passaram pelo local e, em seguida, retornaram para  rendendo o casal. Um dos menores estava com a arma e apontou para a cabeça do aposentado de 69 anos sentado no banco do motorista exigindo a entrega da chave do veículo.  

No mesmo momento, outro jovem rendeu a mulher de 64 anos no banco do passageiro e pegou o celular de dentro do bolso da vítima. Quando o grupo tentava fugir com o carro, o alarme disparou fazendo os quatro menores fugirem correndo a pé.  

O genro do casal contou à polícia que ouviu a sogra pedindo socorro no portão e dizendo que tinha sido assaltada. O empresário de 37 anos pegou o carro, com um amigo, e foi procurar os ladrões.   

Na avenida Antonio Helena Zerrener, o empresário encontrou um deles, um menino de apenas 13 anos, e o deteve  até a chegada  da Polícia Militar. No local, o adolescente teria confessado a participação no roubo e disse ter agido junto com alguns amigos e que a arma usada era de brinquedo. O celular roubado e a arma não foram encontrados.   

A mãe do adolescente foi chamada e informada sobre o ocorrido. O estudante foi levado à CPJ (Central de Polícia Judiciária) e encaminhado para o NAI (Núcleo de Atendimento Integrado) onde permaneceu à disposição da Vara de Infância e da Adolescência.
 
(Priscilla Figueiredo, com supervisão de Rita Magalhães)


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.