Grupo promove mostra gratuita com oficinas, debates e apresentações

Programação começa nesta sexta-feira (1º) e segue até domingo (3)

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem
 Thais Orsi / Divulgação
Cena de uma das apresentações ocorridas durante a Mostra do ano passado, também no Sesc

 

A arte da dança tem um projeto especial no Sesc Ribeirão. Em sua 4ª edição, a mostra “Dança 1, 2, 3”, organizada pela instituição junto com o grupo ribeirão-pretano MuDança, abre espaço para oficinas e debates de assuntos como cultura, coletividade e, claro, movimentos (veja quadro com programação).

As apresentações de dança do projeto ocorrem a partir das 20h de hoje, no Galpão do Sesc. São trabalhos de até 5 minutos de duração de diversos grupos, escolas e artistas independentes de dança da cidade.
Segundo a organizadora e integrante do MuDança Ana Luiza Yosetake, a mostra é indicada para qualquer pessoa interessada em dança, seja para assistir, discutir, pensar, falar ou até mesmo participar por curiosidade. “O intuito também é aproximar pessoas que trabalham com dança ou queiram tê-la como profissão”, diz.

Para Ana Luiza, a mostra é importante para o público em geral e para dançarinos em particular pela questão dos encontro que promove. Durante o “Dança 1, 2, 3”, é estimulada a troca entre quem está no palco, na plateia, na sala de aula, nas ruas... enfim, em todos os lugares.

“Todas as nossas escolhas conversam e dão continuidade à ideia de que é necessário transitar entre a fala, a prática, a reflexão e o compartilhamento de processos criativos em dança”, diz Ana Luiza.

Outra proposta do “Dança 1, 2, 3” é fazer as pessoas pensarem esta arte fora da lógica competitiva. Bela Pizani, também integrante do grupo, entende que o caráter competitivo tem história em Ribeirão Preto, mas acredita que a ideia de retirá-lo em eventos como este atrai crescimento nas relações e o mais importante: cooperação.

“Quando a dança está inserida na lógica competitiva, ela incentiva e prioriza a perfeição da execução de passos ao invés da busca por reflexões de quem a pratica e de quem a vê”, diz. “Qual é o sentido de se fazer arte se não refletirmos sobre o que estamos comunicando, sobre o que estamos colocando no mundo enquanto fazer artístico?”, completa.

De acordo com Ana Luiza, juntando todos os elementos do “Dança 1, 2, 3”, é possível trazer luz ao fazer coletivo, incentivando a formação de novos bailarinos, professores e coreógrafos. “O público pode esperar um espaço para conhecer e compartilhar um pouco sobre a dança. Quem sabe não se interessa em colocar mais movimento em sua vida?”, convida Ana Luiza. (Giovanna Romero, sob supervisão de Silvia Pereira

MuDança Ribeirão

O grupo MuDança Ribeirão atua na cidade desde 2012 com a finalidade de estabelecer diálogos entre quem dedica-se à dança e o Conselho Municipal de Cultura. Nascido da articulação da sociedade civil, que há anos reivindica a revitalização de espaços culturais públicos na cidade, promove também ações continuadas em dança, como esta mostra “Dança 1, 2, 3”.

“O MuDança é fluido e está em constante transformação. Atualmente somos um movimento de agentes ligados à dança que visam a difusão da arte na cidade e que buscam estratégias para fomento”, explica a integrante Ana Luiza Yosetake.

Programação

Hoje

14h: Bate-papo “Diálogos de dança”, com Tiche Vianna, Flávio Racy e Ana Luiza Yosetake, no auditório do Sesc

20h: Apresentação do grupo MuDança, no Galpão do Sesc

Amanhã

10h: Oficina “A escuta do Corpo”, com Jussara Miller (direcionado a dançarinos, atores e pesquisadores do movimento), na sala de atividades corporais do Sesc

Domingo

10h: Oficina “A escuta do Corpo”, com Jussara Miller (Direcionado a dançarinos, atores e pesquisadores do movimento), na sala de atividades corporais do Sesc

LOCAL: 

Sesc Ribeirão - Rua Tibiriçá, 50

INF.: (16) 3977-4477

* Todas as apresentações são gratuitas


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.