Arte perseverante

Premiado, jovem ribeirão-pretano divulga nova websérie que escreve, co-dirige e divulga sem nenhum patrocínio ou incentivo

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem
Ricardo Vitaliano/ Divulgação
Na foto, uma das primeiras cenas de "Estranho Amor" (Foto: Ricardo Vitaliano/ Divulgação)

 

Ator, roteirista e diretor. Com apenas 18 anos, o ribeirão-pretano João Vitor Zanato já tem muita história pra contar e é por meio de webséries que tudo acontece em sua vida. A mais recente, “Estranho Amor”, já tem três capítulos à disposição na plataforma Youtube.

Gravada em Ribeirão Preto durante duas semanas, a websérie aborda momentos de crise do casal Miguel (João Vitor Zanato) e Luana (Sophia Coelho). Esse processo será narrado em um total de oito episódios. A cada semana, é liberada uma continuação do anterior no canal http://youtube.com/ZanatoFilmesZ.

Zanato assina o roteiro, com o qual pretende questionar o que é vendido como amor, “mas não é”. “Relacionamento abusivo não é amor. Mas, infelizmente, há pessoas que acham que sim. Ao utilizar a palavra ‘estranho’ ao lado de ‘amor’ [no título], eu queria dar indícios ao espectador de que há algo a ser estranhado nessa relação”, explica o jovem, que divide a direção com o estudante de audiovisual Ricardo Vitaliano.

“Estranho Amor” é a segunda produção de João Vitor Zanato. A primeira, “Murder”, foi até premiada em um festival do gênero (leia mais à direita). Ambas foram feitas sem nenhum patrocínio.
“Na [atual] websérie, utilizamos equipamentos de filmagem do próprio Ricardo. As cenas na casa do casal foram gravadas na casa de uma tia minha. Fiz tudo por puro amor ao cinema e por um desejo incessante de produzir, de criar, de inventar”, diz Zanato.

Para os próximos capítulos, ele adianta: “O machismo e a violência contra a mulher serão duas temáticas em constante debate entre os espectadores de ‘Estranho Amor’”. (Giovanna Romero, sob supervisão de Silvia Pereira)

Primeiro trabalho foi premiado

Foi assistindo filmes dos diretores Walter Salles, Glauber Rocha e Kleber Mendonça que o jovem Zanato se apaixonou pelo cinema.

Estudante de artes cênicas na USP, o ribeirão-prenato brilhou na premiação Rio WebFest 2015, vencendo a categoria “Melhor Roteiro – Drama” com a websérie “Murder”, que mostra a investigação de um assassinato. “Só a indicação já tinha me feito muito feliz.

O prêmio me motivou a continuar, a apostar nas minhas ideias, a dar vida às histórias que habitam em minha mente”, conta. “‘Estranho Amor’ chega dois anos depois, com qualidade técnica superior e será inscrita no Rio WebFest também. Minha expectativa é grande”, aposta João Vitor. 


0 Comentário(s)