The book is on the table

Tem até gringo participando da feira em Ribeirão Preto; livros infantis são sucesso de venda

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Júlia Fernandes
Weber Sian / A Cidade
O alemão Luca Schmiter visitou a Feira do Livro de Ribeirão Preto pela primeira vez; clique para conferir galeria de fotos (Foto: Weber Sian / A Cidade)

 

Os amigos Luca Schmiter, 22 anos, e Ignácio Verdugo, 25, visitaram a Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto pela primeira vez – e aprovaram o evento. A primeira visita a um evento tão tradicional na cidade – a 17ª – tem uma explicação: os estudantes desembarcaram há apenas três meses no Brasil.

CONFIRA GALERIA DE FOTOS

Naturais da Alemanha e Chile, respectivamente, eles viram nesta quarta-feira (7) a oportunidade de montar uma biblioteca particular – encantado com a variedade de títulos da feira e também pelas promoções, com destaque para os três livros por R$ 10. “Achei tudo muito organizado e os preços baratos – isso é fantástico. Vou voltar com calma e comprar mais livros”, afirma Schmiter. Porém, já garantiu o mais urgente: um dicionário da língua portuguesa – e também com desconto.

Já Verdugo optou por roteiros de viagens. “Há tempos procuro um exemplar sobre Moscou, onde pretendo passar as férias, mas ainda não tinha achado. Dessa vez, não só encontrei esse, como um guia para os quatro cantos do mundo também”, conta.

Weber Sian / A Cidade
Marcos Silva, dono do stand onde é possível comprar três livros por R$ 10, teme que este seja seu último ano na Feira do Livro (Foto: Weber Sian / A Cidade)

 

Livros infantis em destaque

Luciane Ciampi, 47, aproveitou a manhã para investir na compra de livros infantis – e com uma missão extra: escolher o mais adequado para seu filho de 6 anos entre a variedade de temas e monitorar os 50 alunos que a acompanharam em mais uma visita à feira.

“Sou professora de biologia, mas fiz questão de acompanhá-los, com a professora de redação, porque acredito no poder da leitura. Por enquanto, escolhi um livro em quadrinhos sobre a história do futebol para ele [filho], que é fascinado por esporte. Aqui, fica até difícil escolher”, conta.

Segundo a empresária Zenaide Luciano, 66, responsável pelo stand escolhido por Luciane, todas as editorias têm sido procuradas, mas os infantis são recorde de vendas. “A combinação entre juventude e livros é bonita de se ver e o que nos dá forças pra continuar”, ela destaca.

Contudo, Zenaide lamenta a queda de público sentida. “Participo como expositora desde a primeira edição do evento e senti a queda de público. Diminuímos em lucros e espaço físico, mas, somos uma distribuidora teimosa e temos um diversidade grande de títulos, resolvemos insistir de novo. Por mim, seria cada ano maior”, completa.

Quem concorda é Marcos Silva, 50. Dono do famoso stand onde é possível comprar três livros por R$ 10, ele teme que este seja seu último ano – ainda assim, pretende vender os 39 mil livros em combos. “Sempre tem gente olhando, procurando... Mas o movimento está razoável”, lamenta.

Até domingo

Até o próximo domingo (11), a 17ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto reúne 35 expositores e cerca de 130 autores na Praça XV de Novembro, em frente ao Teatro Pedro II, além de mais de 260 atividades gratuitas em diferentes pontos da cidade. Nesta edição, Fernando Pessoa é o escritor homenageado. A expectativa é de 180 mil visitantes em oito dias.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.