Noite de blues e jazz em Ribeirão Preto

Hoje é dia de Arena Blues Festival na cidade, que estreia novo formato na Mansão Galo Bravo

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem

A Arena Jazz Band é a anfitriã da festa (foto: Divulgação)
 
Esta reportagem tem a garantia de apuração ACidade ON.  
Diga não às fake news!


Ribeirão será palco, hoje à noite, da 6ª edição do Arena Blues Festival, na Mansão Galo Bravo. Seis atrações vão se revezar em dois palcos.  

No alternativo, a anfitriã Arena Jazz Band faz o show de abertura e anima os intervalos entre os shows do palco principal, que primeiro recebe o pianista, cantor e compositor Adriano Grineberg com seu quarteto, e, em seguida, os guitarristas Fernando Noronha, Victor Biglione, Otávio Rocha e Fred Sunwalk, no Guitar Night (veja ordem dos shows à direita).  

E ainda vai ter o DJ Freddy Batista revezando-se entre os três bares montados na Mansão, com seleções de blues e rock em suas pick ups.  

No Guitar Night, cada guitarrista tocará três solos antes de todos os músicos da noite se reunirem para a jam session que encerra a noite no palco principal.  

O guitarrista Fernando Noronha (foto: Divulgação)

Esta reportagem tem a garantia de apuração ACidade ON.  
Diga não às fake news!


Foco  

Criado pelo empresário e guitarrista Frederico Bichuete Rodarte - Fred Sunwalk e sua mulher, Glaucia Japur, o Arena Blues Festival tem uma ou duas edições por ano. Em 2018, a previsão é que, além desta de abril, ocorra outra em outubro.  

O foco do evento segue o mesmo desde sua criação, segundo Sunwalk: restaurar a cultura do blues em Ribeirão, que teve início em 1989, quando a cidade sediou o Festival Internacional de Blues - o maior da América Latina. Na ocasião, tocaram nos palcos da cidade grandes nomes internacionais do gênero, como Buddy Guy, Albert Collins e Etta James, além dos brasileiros André Christovam e Blues Etílicos, entre outros.  

"Quando aconteceu o evento, Ribeirão Preto foi considerada a capital nacional do Blues. Nosso objetivo é fazer com que a cidade volte a ter esse status", diz o músico.  

Foi preciso, porém, transpor alguns obstáculos para fazer o Arena nos últimos anos, sendo a falta de um local adequado o primeiro. Com o Teatro Arena - sede das três primeiras edições - interditado por falta de estrutura e roubo de fiação elétrica, foi difícil encontrar um novo.  

"Não queríamos um lugar muito fechado. No início, as pessoas ficaram receosas com a mudança, mas agora já se acostumaram e gostam da Mansão Galo Bravo", relata o músico sobre o local das últimas edições.  

Conseguir patrocinadores e colaboradores também foi um desafio. "O blues não é algo tão popular, então você tem que buscar pessoas que acreditem no projeto", comenta.  

Superados esses obstáculos, Sunwalk não tem dúvidas de que o evento está no rumo de sua meta. (Bruna Zanatto, sob supervisão de Silvia Pereira)  

O músico e empresário Fred Sunwalk (foto: Divulgação)

Blues e jazz: origens  

O blues teve sua origem no estado do Mississipi, nos Estados Unidos, no fim do século 19. De origem afro-americana, era caracterizado por melodias lentas e chorosas, compostas por escravos africanos às margens do rio Mississipi. Era uma forma de amenizarem o sofrimento e não esquecerem suas origens.  

Com o passar do tempo, aquele modo de tocar foi se espalhando e sofrendo alterações a cada região. Com a adição de outros instrumentos, passou a ser dividido entre blues rural (acústico) e urbano (elétrico, com junção de guitarras, além da voz). O jazz começou como um seguimento desse estilo, mas com diferenças. 

Surgiu em Nova Orleans (EUA), entre 1890 e 1910, e ficou marcado pelas improvisações, o suingue e ritmos não lineares. Após um tempo, passou a se fundir com o rock, o funk e o pop norte-americanos, ficando conhecido como jazz contemporâneo. 

Abre às 18h  

Os portões da Mansâo Galo Bravo, que fica no km 332 do rodovia Alexandre Balbo - Jardim Parque das Figueiras.

Programação  

HOJE
PALCO ALTERNATIVO
19h e intervalos: Arena Jazz Band, com jazz das décadas de 1940/50
BARES
19h e intervalos: DJ Freddy Batista
PALCO PRINCIPAL
20h30: Adriano Grineberg Quarteto
22h30: Guittar Night, com Fernando Noronha, Victor Biglione, Otávio Rocha e Fred Sunwalk


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.