Troca de 'gentilezas' entre botafoguenses e comercialinos

Torcedores da dupla Come-Fogo transformam rivalidade em diversão antes do aniversário das duas equipes

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Gabriel Pereira
Matheus Urenha / A Cidade
Em meio a brincadeiras, torcedores celebram rivalidade (Foto: Matheus Urenha / A Cidade)

 

Vivendo momentos conturbados, tanto dentro quanto fora de campo, Botafogo e Comercial esperam que o ano de 2018 seja um retorno às glórias do passado e a passagem pelas turbulências vividas nos últimos tempos.

Mesmo com tantos problemas, torcedores do Leão do Norte e do Pantera não perdem uma característica: a capacidade mútua de provocação. Na hora de escolher um presente em homenagem ao rival, o botafoguense Everton Zanirato, 32, optou por lembrar do contexto difícil que o Leão do Norte vive na política. “Acredito que um agrado interessante para eles, nesse momento, seria tentar encontrar alguém para administrar o clube, um presidente. Seria algo simples, mas importante para a situação que eles vivem atualmente”, brinca.

Já o comercialino André Luís de Araújo Dias, 37, quando foi escolher um mimo para os fãs do tricolor do Santa Cruz, recordou o último triunfo importante que os leoninos tiveram sobre os tricolores no clássico da cidade ocorrido no Paulistão de 2012. “Tenho a camisa que o Eliomar Bombinha vestiu naquele jogo em que fez dois gols contra os caras dentro do campo deles, fazendo a gente ganhar por 2x1. Acredito que seria legal eles terem um artigo como esse”, provocou.

Daqui a 100 anos

A conversa com os torcedores de Comercial e Botafogo só fica séria quando o assunto é o futuro das duas equipes. De acordo com o leonino André Luís de Araújo Dias, ver os dois times, daqui a 100 anos tendo mais relevância e ganhando peso dentro do cenário nacional seria o sonho ideal para se viver.

“Eu queria ver a dupla Come-Fogo forte dentro do futebol brasileiro, conquistando coisas, contratando bons nomes para os elencos, com diretores e presidentes que saibam lutar pelo melhor para o clube, sem pensar em si. As duas equipes são grandes, as torcidas apaixonadas, que lutam e fazem de tudo pelos times. Seria legal que, no próximo centenário de cada um, tudo esteja assim”, declarou o comercialino André.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.