Rodrigo Fonseca cita 'maior oportunidade da carreira' ao assumir o Botafogo

Novo técnico é de uma nova geração de treinadores preocupada em estudar e se atualizar

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Correa Jr
Milena Aurea / A Cidade
Rodrigo Fonseca foi apresentado ontem como treinador do Pantera (foto: Milena Aurea / A Cidade)

 

Aos 44 anos, se ainda não tem títulos de expressão, Rodrigo Fonseca conquistou aqueles que acompanham futebol pelo seu conhecimento e trabalho em campo. Escolhido como sucessor de Moacir Júnior, o novo técnico do Botafogo é de uma nova geração de treinadores do futebol brasileiro preocupada em estudar e se atualizar constantemente. Fonseca é quem terá a missão de colocar o Tricolor na Série B do Brasileiro no ano do seu centenário, em 2018, e faz a linha do “estudioso”, perfil de técnico que aos poucos estão substituindo os “boleiros”, que tratam o futebol como dom e sem a necessidade de se aperfeiçoar.

“Apesar de ter iniciado a carreira em 2002, me coloco como um técnico da nova geração, vivo o futebol intensamente e sempre estou buscando as novidades”, declarou o novo treinador do Pantera, que pelo clube foi vice-campeão da Copa São Paulo de Júnior em 2015. Depois disso, foi contratado pelo Cruzeiro para comandar a base e por lá ficou até meados de 2016, quando retornou ao time sub-20 do Botafogo. Seu último trabalho como treinador de uma equipe profissional foi no Itabaiana-SE, em 2014.

Em coletiva ao lado do presidente Gerson Engracia Garcia, na tarde de ontem, no Santa Cruz, Fonseca fez questão de agradecer a oportunidade, a qual tratou como o maior desafio de sua carreira. “Vou ter que trabalhar demais e implantar o que entendo de futebol. O Botafogo é a minha maior oportunidade, a minha meta é fazer uma excelente campanha para ficar marcado positivamente”, declarou o técnico.

Elogios do presidente

Antes das perguntas ao treinador, o presidente do Botafogo tomou a palavra e elogiou Rodrigo Fonseca. “O Fonseca é um técnico da confiança da nossa diretoria. Tem história no Botafogo, como o vice-campeonato da Copa São Paulo. Me reuni com ele algumas vezes e pedi para que acompanhasse os Estaduais e fizesse um relatório de atletas. Está preparado.” 


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.