Corrida: benefícios que proporcionam qualidade de vida

Além disso, a corrida ainda proporciona condicionamento físico e interação social

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Valeska Mateus

"Hoje me sinto muito melhor comigo mesmo, me sinto bem com o corpo que vejo", disse Felippe Mariotto 
Há cinco anos o hair stylist Felippe Mariotto trocou os campos de futebol pelo asfalto e descobriu na corrida uma nova paixão.  

No início, corria sozinho, sem muita dedicação ou técnica. Após ser convidado a participar de um grupo de corredores, o esporte ganhou outra dimensão em sua vida.   

"Quando se começa a correr e ver os resultados, a satisfação lhe leva, automaticamente, a adotar um estilo de vida mais saudável. Hoje me sinto muito melhor comigo mesmo. Além do bem-estar, tem o ganho mental, com a disciplina, foco, persistência e determinação", diz Mariotto. 

Ele atribui esses resultados à assessoria esportiva que acabou adotando. "Ela organiza o volume do treino de acordo com seu objetivo, ensina técnicas, como a postura, que melhora o desempenho, e previne as lesões. Com um coach [treinador], conseguimos nos desenvolver de maneira adequada. A integração com as pessoas ainda traz benefícios sociais", define. 

Além de Mariotto, a corrida ganhou muitos adeptos na cidade na última década. A maioria começa em busca de emagrecimento, melhoria de performance ou de treinos específicos para provas e passa a compor grupos ou assessorias esportivas.   

Para o educador físico e consultor da assessoria esportiva Acahdre Running Club (ARC) Tom Osório, a corrida teve um "boom" por conta da qualidade de vida, bem-estar e saúde que proporciona. 

Para ele, é uma atividade completa, que utiliza todos os grupos musculares. "Por isso os resultados da corrida aparecem mais rápido do que em outras modalidades", explica.  

Assessoria é fundamental 
 
Porque a corrida é um esporte de impacto, um check-up e a orientação de um profissional são pré-requisitos para iniciar a prática, segundo o educador físico Tom Osório. O objetivo é evitar lesões. 

"O aumento de volume semanal [de corrida] deve ser de 10% a 15%, nunca superior a isso. Além da necessidade de fazer um fortalecimento muscular, com a prática de musculação. Se correr sem orientação, a pessoa vai se lesionar. Pode até demorar, mas uma hora vai acontecer", alerta Osório.   

Até porque a prática é prazerosa e melhora as condições física e cardíaca, levando a pessoa a ultrapassar rapidamente o volume semanal.   

Por exemplo, a pessoa corre 5 km em um dia e, por se sentir bem, repete no dia seguinte. Passados três dias, corre 8 km.   

A parte cardio pode corresponder, mas a estrutural - ligamentos e tendões - nem sempre estarão preparados.
Por isso é necessária uma evolução da valência física, tanto da resistência aeróbica quanto da parte muscular.  

"A pessoa se encontra na corrida, que acaba sendo uma válvula de escape, seja para aliviar o estresse do dia a dia, do trabalho, ou pelo próprio prazer ou convívio com outros corredores. Mas é preciso não acelerar o processo", comenta Osório.

Rumo à maratona 

Dos três dias por semana que corria no início e os dois dedicados ao fortalecimento, Mariotto hoje dedica quatro à corrida e passou a praticar Triathlon.   

"As intensidades, velocidades e distâncias aumentaram. Já participei de meia maratona (21 km) do Rio de Janeiro e meu foco é fazer uma maratona (42 km). É parte integrante do corredor traçar sempre novos objetivos, como correr a mesma distância em um tempo mais curto ou maiores distâncias", revela. 

Para Mariotto, as corridas de rua são importantes pela integração, energia e porque permitem testar as habilidades adquiridas no treinamento.   

"A prova é o auge, o teste, onde se pode desafiar as metas pessoais. É vencer você com você mesmo, alcançar seus objetivos", define.  

(Foto: Matheus Urenha / A Cidade)

Planilha define treino de acordo com a meta de cada corredor 

As assessorias esportivas montam planilhas de corrida para os corredores. Ela é fundamental para que a pessoa consiga treinar sem chegar à exaustão e ao mesmo tempo evoluindo na performance.   

"As planilhas são montadas de acordo com o objetivo do aluno e seguem uma periodização. Nela são determinadas quantas sessões de treino e o volume de quilômetros serão realizados na semana, quantos treinos de musculação, quantos treinos educativos e dias de descanso", explica Osório.   

Esse conjunto de atividades, distribuídas de forma planejada e equilibrada, resultará em um melhor resultado para quem busca saúde e performance. 

Superação pessoal, alegria e auto-estima 

Adepta dos exercícios físicos desde sempre, a fisioterapeuta Thais Cerquetane (foto à esquerda) começou a levar a corrida a sério há dois anos, com o objetivo de reduzir seu percentual de gordura corporal.   

Treinando sozinha, decidiu, após quatro meses de prática, participar de uma meia maratona, que conseguiu completar com muita dificuldade. 

Os excessos fizeram surgir dores no quadril. Logo percebeu que algo estava errado, mas nunca pensou em desistir. Ao contrário, buscou a evolução com técnica.   

"Procurei uma assessoria esportiva para preparar uma planilha com volume de treino, nutricionista para passar o acompanhamento nutricional e cardiologista para teste ergométrico. Daí para frente minha evolução foi rápida e sem lesão nem dores. Hoje faço também um trabalho de fortalecimento com personal trainer", detalha. 

Com treino elaborado, Thais já participou de várias meias-maratonas e das maratonas de Buenos Aires e Rio de Janeiro. 

Hoje, acha que vale a pena acordar 5h aos sábados para correr e abdicar de muitas coisas em favor da rotina de treinos.   

"A corrida me traz muitos benefícios e qualidade de vida. Além da sensação muito boa, ela atua como se fosse uma terapia e proporciona novas as amizades que fazemos no grupo", define. 

Para Thais, a corrida trouxe uma superação pessoal, que mudou sua vida pessoal e profissional. "Mostra que se é capaz e que é possível completar aquela distância estabelecida, seja no treino ou em uma prova. Não há adversário, o único é você mesmo. Ela me trouxe benefícios além da forma física, como alegria e auto-estima", conclui.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.