Jogos do Brasil alteram funcionamento do comércio nesta sexta

Para que os colaboradores possam assistir às partidas do Brasil na Copa do Mundo, estabelecimentos liberam funcionários para ver jogos em casa ou transformam dia de trabalho em "evento"

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Isabella Grocelli

Na Mara Presentes, funcionários podem assistir jogo em casa ou na própria loja com os colegas (Foto: Matheus Urenha / A Cidade)


Com a seleção brasileira enfrentando a Costa Rica, nesta sexta-feira (22), pela segunda rodada do Grupo E da Copa do Mundo, o País vai parar para ver o jogo que pode ser decisivo. E, por isso, muitas empresas alterarão o horário de funcionamento para os colaboradores poderem torcer com a família, amigos ou, até mesmo, com outros colegas de trabalho. 

Na Mara Presentes, a equipe passará o jogo reunida, aproveitando um café da manhã durante a partida. Segundo o vendedor Henrique César Cardoso, a loja abrirá mais cedo - às 7h30 - mas fechará durante o jogo para os funcionários acompanharem a partida. Quem quiser, pode até ir para casa ou para o bar, mas Henrique garante: os colegas de trabalho são animados.

"Não vai ter movimento durante o jogo, então decidimos fechar. E o pessoal [os funcionários] é animado. Então, eles preferem vir para cá, tomar um café da manhã e ficar por aqui. Temos uma TV grande, então dá para ficar animado e torcer junto".

As comemorações em equipe devem continuar com o progresso do Brasil durante o campeonato. "Quando o jogo for às 15h, planejamos fechar a loja 15 minutos antes e abrir 15 minutos depois. Costumamos ficar abertos até às 19h, então vamos fechar apenas durante a partida".

Já a ótica Zeiss Vision Center planejou abrir às 12h nos dias em que os jogos do Brasil são pela manhã, enquanto que os jogos das 15h farão com que a loja feche às 14h30. A mudança no horário do funcionamento, segundo Karen Danziger, é uma maneira de mostrar o amor à pátria.

"Por patriotismo e, também, respeito aos funcionários, acho que todos têm direito de exercer o amor à pátria e ver o jogo. Mas, lógico, também sei que o movimento também deve cair durante as partidas".

Jogo vira evento em empresa

Na RTE Rodonaves, o jogo também será transformado em um evento dentro da empresa. Além da transmissão em um telão, os funcionários da unidade de Ribeirão Preto terão até pipoca e refrigerante para acompanhar as emoções da partida.

"Toda sexta-feira temos a Casual Friday [onde os funcionários podem usar roupas casuais]. Mas, durante a Copa do Mundo, todos os dias de jogos do Brasil os colaboradores estão autorizados a usar a camisa do Brasil. Podem ir preparados para torcer", brinca o diretor de Gente e Gestão da RTE Rodonaves, Oswaldo Maia.

A ação realizada pela empresa em todas as localidades, segundo Oswaldo, é uma forma de patriotismo. "Entendemos que é uma forma de prestigiar não só esse momento do Brasil, mas também dar a oportunidade aos nossos colaboradores de terem acesso a esse momento", concluiu.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.