Álbum da Copa da Rússia será lançado no dia 18

Colecionadores já estão em contagem regressiva para começar a reunir figurinhas dos grandes craques mundiais

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Luís Augusto

   

 

 

Colecionadores e fanáticos por álbuns de figurinhas estão em contagem regressiva para começar a reunir os grandes craques do futebol mundial no livro ilustrado da Copa do Mundo da Rússia. E, engana-se quem acredita que é apenas uma brincadeira de criança. A fixação se tornou para alguns um hobby, que vai além do tempo.  

É o caso do jornalista Márcio Javaroni, de 41 anos, que teve o seu primeiro álbum de Mundial quando tinha apenas 5 anos e, de lá para cá, não parou mais. "Tudo começou na escola, porque lá eles também eram distribuídos. O Álbum da Copa de 82 foi feito pelo chiclete Ping Pong, então me lembro que toda vez que ia no mercado fazia meu pai comprar um monte de chicletes. As figurinhas vinham dentro da embalagem", relembra o jornalista, que tem seis pastas e caixas lotadas com os objetos de coleção.    

O álbum preferido de Javaroni é justamente o de uma Copa que nenhum brasileiro gosta de lembrar. "O álbum da Copa de 90 é especial por que ele ainda é da época que você colava as figurinhas com cola mesmo. Tinha que ter todo um capricho para não deixar o álbum amassado e este foi o primeiro que consegui preencher trocando as figurinhas e não precisei pedir para ninguém", disse. Na Copa de 1990, o Brasil foi eliminado nas oitavas de final com derrota, por 1 a 0, para a Argentina de Maradona e Caniggia, autor do gol. 

Em família
Colecionar figurinhas da Copa também se tornou um programa em família. O auxiliar contábil Tiago Maggi também se mostra ansioso pela chegada do álbum do Mundial para se divertir com o filho Felipe, de 4 anos. "Depois que virei pai voltei a colecionar figurinhas e consegui completar o álbum da última Copa. Demoramos cerca de quatro meses para conseguir, cheguei a comprar algumas direto na Panini, mas valeu a pena", disse Maggi.   

 Álbum da copa chega 1º no A Cidade 

A espera de colecionadores e amantes de álbuns de figurinhas da Copa do Mundo tem data certa para acabar. Em parceria do A Cidade e a Panini, editora responsável pela confecção do livro ilustrado, foi definido o lançamento do álbum, com exclusividade, como encarte da edição do jornal do dia 18. Assim, o álbum chegará primeiro para os assinantes do A Cidade e também para quem comprar o jornal nas bancas, já que a venda se iniciará no dia seguinte. Além disso, dentro do álbum cortesia, seguirão encartadas seis figurinhas. Agora é marcar na agenda, se programar e tentar se controlar. "Na última Copa preenchi dois álbuns em 20 dias. Então, quero ver se esse ano demoro um pouco mais para ter mais graça. Mas, a verdade é que falo isso agora, mas quando começa a circular as figurinhas a gente não consegue se aguentar, fica desesperado e quer completar o álbum o mais rápido possível", comentou Javaroni.


0 Comentário(s)