Presidente do Creci avisa: é hora de comprar imóvel

Viana Neto diz que quem esperar para adquirir a casa própria poderá encontrar preços mais altos

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Lucas Catanho
Weber Sian / A Cidade
"Se encontrou hoje um imóvel com preço interessante, as acomodações necessárias para a família e localização adequada, feche logo o negócio (...) Esse é o momento", diz José Augusto Viana Neto, Presidente do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis)

 

O presidente do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), José Augusto Viana Neto, afirma que essa é a hora certa para comprar um imóvel novo ou usado.

“Quem for esperar corre o risco de pegar um mercado em alta, mais valorizado. Então, se encontrou hoje um imóvel com preço interessante, as acomodações necessárias para a família e localização adequada, feche logo o negócio porque quem deixar mais para frente, cada vez mais o preço vai estar valorizado. Esse é o momento”, orientou.

Viana Neto esteve ontem em um encontro com corretores de imóveis para falar, entre outros temas, do momento do mercado.

De acordo com o presidente do Creci-SP, é prevista uma retomada de preços dos imóveis, já que, segundo ele, não houve construção de novos empreendimentos nos últimos dois anos no Estado.

“A partir do momento que vem a retomada, é a lei da oferta e da procura. Com a procura muito grande e pouca mercadoria, evidente que o preço vai aumentar”, disse.

A expectativa, de acordo com ele, era que a retomada acontecesse a partir do ano que vem, porém isso se antecipou. “A economia teve uma recuperação bem antecipada, enquanto imaginávamos que isso iria acontecer somente em meados do ano que vem. A economia vai bem, houve retomada no emprego e o financiamento imobiliário depende totalmente da carteira assinada”, explicou.

Segundo ele, se o Brasil crescer somente 1% no ano que vem, para o mercado imobiliário o efeito já deverá ser extremamente positivo. “Estamos muito otimistas”, pontuou.

Ribeirão Preto tem feira de imóveis até novembro

Foi aberto ontem (10) o Imóvel Tour, uma feira de imóveis apresentada pelo jornal A Cidade, com apoio do ACidade ON e realizada pela imobiliária Fortes Guimarães.

Até 9 de novembro, no Setor Imigrantes do RibeirãoShopping, o público terá à disposição um mix com valores desde R$ 150 mil e subsídio do programa Minha Casa Minha Vida até imóveis de alto padrão, no valor de R$ 1,7 milhão.

O produtor artístico Cleber Oliveira, 40, a mulher, Carine, 39, pais da Maria Luísa, 11 meses, foram conferir as opções já no primeiro dia de feira.

“Gostamos bastante de uma opção no bairro São José, um apartamento de 49 metros quadrados com dois quartos que ficará pronto em agosto de 2019”, disse Cleber. O casal deverá “bater o martelo” no negócio em até 50 dias.

A feira de imóveis conta com a participação das construtoras Pafil, Hugo Engenharia, DPM, Perplan
e Alphaville.

O diretor da imobiliária Fortes Guimarães, João Paulo Fortes Guimarães, concorda com a avaliação do presidente do Creci-SP e destaca que esse é um ótimo momento para adquirir um imóvel.

“No ano passado fizemos um Imóvel Week e vendemos mais de R$ 10 milhões. Neste ano estimamos vender pelo menos R$ 50 milhões, já que aqui [no RibeirãoShopping] temos um fluxo grande, um cliente diferenciado, além da economia em momento de aquecimento”, destacou.

Weber Sian / A Cidade
O casal Cleber e Carine aproveitou o primeiro dia da feira de imóveis para conhecer as oportunidades à venda (foto: Weber Sian / A Cidade)

 

Financiamento bancário em alta

Uma das provas do aquecimento do mercado imobiliário, diz o presidente do Creci-SP, Augusto Viana Neto, é o corte de linhas de crédito pela Caixa desde o mês passado por conta da alta procura pelos financiamentos. “O dinheiro que foi investido em financiamento imobiliário pela Caixa, até agora, foi superior em 26% na comparação com 2016 inteiro”, compara. Antes, o banco federal financiava 80% do valor total do imóvel usado e, desde o mês passado, baixou para 50%.

Vendas têm melhor resultado do ano

Segundo pesquisa realizada pelo Creci, as vendas de imóveis usados tiveram em julho o melhor resultado do ano no Estado de São Paulo, crescendo 26,79% sobre junho. A reversão de comportamento do mercado depois de dois meses de queda nas vendas fez com que o saldo acumulado de janeiro a julho ficasse positivo em 28,09%.

O interior do Estado também apontou um crescimento nas vendas de imóveis usados em 16,3% na comparação entre julho e junho. “A recuperação tem sido expressiva no setor de imóveis usados”, destacou Augusto Viana Neto.

Expectativa é a melhor possível

O corretor de imóveis da Perplan, Valter Juliano Junior Torres, destaca que o reaquecimento no mercado teve início em agosto e, com isso, a expectativa com relação ao Imóvel Tour é a melhor possível. “Esse evento veio ao encontro do aquecimento do mercado. As incorporadoras estão flexíveis e querem realizar negócios”, frisou.


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.