Depois de 40 meses, o emprego está de volta!

Em julho, a cidade abriu 748 postos de trabalho; este foi o maior saldo positivo desde fevereiro de 2014

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Gabriela Virdes
Da reportagem
Vagas de emprego

 

Após o mês de junho ter apresentado saldo negativo na criação de empregos (-312), Ribeirão Preto voltou a gerar vagas. Em julho deste ano, foram abertos 748 postos de trabalho, sendo 7.338 admissões contra 6.590 desligamentos, segundo os números divulgados hoje pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Este é o melhor resultado em geração de emprego na cidade dos últimos 40 meses, perdendo apenas para o mês de fevereiro de 2014, quando foram criadas 2.371 vagas no município.

No acumulado do ano (de janeiro a julho), Ribeirão conta com saldo positivo de 926 postos de trabalho, sendo 51.606 admissões contra 50.680 demissões. Porém, nos últimos 12 meses (de julho de 2016 a julho deste ano) a cidade fechou 1.576 vagas, sendo 86.477 admissões contra 88.053 desligamentos.

Setores

O Caged ainda não divulgou o desempenho na geração de postos de trabalho por áreas da economia em Ribeirão Preto. Mas, no estado de São Paulo, os setores do Comércio, Serviços, Agropecuária e Indústria foram os principais responsáveis pelo resultado positivo.

Tanto que o estado puxou a alta dos empregos formais no Brasil no mês passado. De acordo com os dados do Caged, foram abertas no estado 21.805 novas vagas em julho. O saldo total no Brasil - que corresponde à diferença entre o número de admissões e demissões - foi de 35.900.

Dos oito setores, cinco tiveram saldo positivo: Comércio (8.957 postos); Serviços (6.729); Agropecuária (3.599); Indústria de Transformação (2.791) e Construção Civil (459).


 


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.