Confiança do consumidor aumentou em Araraquara, diz estudo

Crescimento foi impulsionado pela melhora nas perspectivas de futuro da população

    • ACidadeON/Araraquara
    • Da reportagem
ACidade ON - Araraquara
Comércio teve demissões em janeiro motivado pelo movimento baixo nas lojas. (Amanda Rocha/ACidadeOnAraraquara)

 

O Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio) divulgou mais um resultado do Índice de Confiança do Consumidor araraquarense (ICC). O estudo mostra que a confiança do araraquarense segue em alta, movido principalmente pela esperança de que dias melhores virão.

De acordo com o levantamento, o ‘humor’ dos consumidores da cidade registrou nova alta em julho, chegando a 95,2 pontos. O levantamento do foi feito com 657 pessoas no munícipio, que apontaram a melhora no panorama econômico, principalmente nas expectativas para o futuro. A alta foi de 4,9%, se comparada a medição de junho, quando o ICC ficou na casa dos 91 pontos.

A economista do Sincomércio, Délis Magalhães, avalia que a crise política que assombra o país não tem afetado diretamente as expectativas econômicas da população de Araraquara. “A principal diferença registrada pelo novo levantamento do ICC foi um maior otimismo nas perspectivas para o futuro e uma piora nas condições econômicas atuais. Mesmo com a melhora no cenário empregatício da cidade, que segue com saldos positivos, as demissões continuam altas, gerando incertezas”.

A economista deixa claro que isso não significa que os consumidores estão desatentos ao cenário político, mas sim que apesar dela, as pessoas acreditam que nos próximos meses a tendência é melhorar e não piorar ainda mais. A instabilidade, no entanto, é motivo de preocupação. “Apesar dos indícios de melhora no ambiente econômico, ainda há certo temor. Assim, fatores como a liberação das contas inativas do FGTS, que continuam em andamento, são essenciais para que o consumidor tenha mais confiança”, comenta.

O levantamento atual do ICC também mostra que a estabilidade da inflação, principalmente da cesta básica, é um fator que melhora as perspectivas de poder aquisitivo do consumidor. No ano passado, muitos preços de bens básicos tiveram altas não esperadas e contribuíram para o pessimismo da população.

Metodologia

O ICC é apurado mensalmente pelo Sincomercio. O objetivo é identificar o sentimento da população levando em conta suas condições econômicas atuais e suas expectativas com relação à situação econômica futura. O ICC recebe o nome do mês da divulgação, ou seja, o ICC coletado em junho e divulgado em julho é denominado ICC julho e assim sucessivamente. Os resultados são segmentados por nível de renda, gênero e idade e variam de zero (pessimismo total) a 200 (otimismo total).

ICC Julho

Índice/Segmentações

Homens

Mulheres

Menos de 10 SM

Mais de 10 SM

Total (Julho)

1. Índice de Condições Econômicas Atuais

78,3

57,9

64,0

84,5

68,0

2. Índice de Expectativa do Consumidor

117,6

109,0

111,5

120,5

113,3

Índice de Confiança do Consumidor (ICC)

101,9

88,5

92,5

106,1

95,2

 

 

 

 

 


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.