Cervejarias de Ribeirão Preto ganham acesso a políticas de incentivo do setor

Estado reconheceu o Polo Cervejeiro como Arranjo Produtivo Local, possibilitando novas linhas de créditos e redução de alíquotas

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem

 

A vocação cervejeira de Ribeirão Preto continua rendendo frutos. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo reconheceu o Polo Cervejeiro da cidade como Arranjo Produtivo Local (APL).  

Esse reconhecimento estimula e facilita o acesso de microcervejarias a importantes políticas públicas, linhas de crédito, redução de alíquotas, além de incentivos à estrutura e promoção do Polo Cervejeiro.  

Esse APL foi elaborado a partir de uma parceria entre o Supera Parque e Polo Cervejeiro de Ribeirão Preto um dos núcleos setoriais do projeto Empreender da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp), que promove ações que desenvolvem e fortalecem as micro e pequenas empresas através do associativismo.  

Para Augusto Balieiro, membro do polo cervejeiro e administrador da Walfänger, "a aprovação é importante, pois vai ajudar a fortalecer toda a cadeia produtiva, o que inclui produtora de bens e serviços finais". "O Polo Cervejeiro está bem representado e estruturado, trazendo bastante destaque para Ribeirão Preto", disse Balieiro.  

Polo Cervejeiro O Núcleo Setorial das Cervejarias, conhecido como Polo Cervejeiro de Ribeirão Preto, foi fundado em 11 de novembro de 2015, com o principal objetivo de fomentar o desenvolvimento do setor. Seis cervejarias artesanais fazem parte do grupo: Invicta, Lund, Pratinha, SP330, Walfänger e Weird Barrel.

O que são APLs?  

São aglomerações de empresas, localizadas em um mesmo território, que apresentam especialização produtiva e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como: governo, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa. Ribeirão Preto já conta com outros dois APLs reconhecidos. O PISO, Polo Industrial do Software, que também surgiu como um Núcleo Setorial do Programa Empreender da ACIRP, foi reconhecido como APL em 2013. Já o APL da Saúde, reconhecido em 2013, reúne os segmentos de equipamentos médico-hospitalares e odontológicos, saúde animal, fármacos e biotecnologia, e cosméticos.


0 Comentário(s)